FEROLLA, SERGIO XAVIER

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: FEROLLA, Sérgio Xavier
Nome Completo: FEROLLA, SERGIO XAVIER

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
FEROLLA, Sérgio Xavier

FEROLLA, Sérgio Xavier

* militar; comte. ESG. 1993-1995.

 

Sérgio Xavier Ferolla nasceu em Bom Jesus do Itabapoana (RJ) no dia 11 de janeiro de 1934, filho de Domingos Ferolla e de Lucília Xavier Ferolla.

Sentou praça em junho de 1950, concluindo o curso em dezembro de 1955, mês em que se tornou aspirante a oficial. Em julho do ano seguinte foi promovido a segundo-tenente e em fevereiro de 1957 tornou-se piloto do Primeiro Grupo de Aviação de Caça. Passando a primeiro-tenente em outubro de 1958, em novembro do ano seguinte deixou de ser piloto da aviação de caça para assumir, em janeiro de 1960, a chefia da Seção de Comunicações do Primeiro Esquadrão de Controle e Alarme, na qual permaneceu até janeiro de 1963. Promovido a capitão em julho desse ano, encontrava-se nessa patente quando o movimento político-militar de 31 de março de 1964 depôs o presidente João Goulart (1961-1964) e deu início a um período de governo militar, com a eleição do marechal Humberto Castelo Branco (1964-1967), que se estenderia por 21 anos.

Passando a major em outubro de 1968, em abril de 1970 assumiu a chefia da Divisão de Eletrônica do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento (IPD) do Centro Técnico Aeroespacial (CTA). Promovido a tenente-coronel em outubro de 1972, no mês seguinte, tornou-se instrutor da Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica, na qual permaneceu até janeiro de 1975. Atingindo o posto de coronel em abril de 1979, tornou-se adjunto da Seção de Planejamento Geral do Estado-Maior da Aeronáutica (Emaer) em fevereiro de 1981. Exerceu essa função até abril seguinte, quando passou a integrar, como membro-residente, a comissão diretora do Programa AM-X, na Itália, e tornou-se primeiro chefe da delegação brasileira para esse programa. Deixou essa função em outubro de 1983 para assumir, no mês seguinte, a chefia do grupo assessor da comissão do Programa Aeronave de Combate (PAC).

Promovido a brigadeiro em novembro de 1984, no mês seguinte deixou a chefia do grupo assessor da comissão do PAC para assumir a vice-diretoria do Departamento de Pesquisas e Desenvolvimento (Deped). Exercendo essa função até abril de 1985, nesse mesmo mês tornou-se vice-diretor do CTA, cargo em que permaneceu até dezembro de 1987. Em seguida, ainda nesse mesmo mês, passou a  assistente de aeronáutica do comando da Escola Superior de Guerra (ESG). Desempenhou essa função até janeiro de 1989, quando assumiu a chefia do Subdepartamento de Operações do Departamento de Aviação Civil (DAC), na qual ficou até abril seguinte. Desse mês a agosto foi subdiretor  de operações da Diretoria de Eletrônica e Proteção ao Vôo.

Promovido a major-brigadeiro em novembro de 1989, Sérgio Ferolla foi nomeado diretor do CTA. Cumulativamente, de abril a julho do ano seguinte exerceu o cargo de diretor-geral interino do Deped. Permaneceu na direção do CTA até novembro de 1991, quando foi nomeado comandante do II Comando Aéreo Regional (II Comar) em Recife. Assumindo o cargo em janeiro do ano seguinte, em substituição ao major-brigadeiro-do-ar Ulisses Pinto Correia Neto, permaneceu nessa unidade até março de 1993, quando foi promovido a tenente-brigadeiro-do-ar  e  nomeado para o comando da Escola Superior de Guerra (ESG). Ferolla foi substituído no II Comar pelo major-brigadeiro-do-ar Carlos Sérgio de Santana César. No mês seguinte assumiu a ESG, tornando-se cumulativamente seu diretor de estudos, em substituição ao almirante-de-esquadra Hernâni Goulart Fortuna. Comandou essa escola até abril de 1995, na qual foi sucedido pelo tenente-brigadeiro-do-ar Masao Kawanami. Em seguida, assumiu a direção geral do Deped, na qual permaneceu até dezembro seguinte, quando foi nomeado chefe do Emaer. Assumindo esse cargo ainda nesse mês, em substituição ao tenente-brigadeiro-do-ar Ulisses Pinto Correia Neto, em setembro de 1996 foi nomeado ministro do Superior Tribunal Militar (STM).

Deixando a chefia do Emaer no mês seguinte, na qual foi sucedido pelo tenente-brigadeiro-do-ar João Felipe Sampaio de Lacerda Júnior, Ferolla assumiu em seguida sua cadeira no STM, do qual tornou-se presidente em fevereiro de 2000, substituindo o tenente-brigadeiro-do-ar Carlos de Almeida Batista.

Sérgio Ferolla fez os cursos de formação de oficiais aviadores, de engenharia eletrônica no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), de aperfeiçoamento de oficiais, de comando e estado-maior, de preparação de instrutores, superior de comando e de altos estudos de política e estratégia da Escola Superior de Guerra (ESG). Além desses, fez ainda os de piloto de caça e de tática aérea.

Casou-se com Marina Machado Ferolla, com quem teve três filhos.

 

FONTE: CURRÍC. BIOG.

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados