FRANCISCO BARRETO RODRIGUES CAMPELO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: CAMPELO, Barreto
Nome Completo: FRANCISCO BARRETO RODRIGUES CAMPELO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:

CAMPELO, Barreto

*const. 1934.

Francisco Barreto Rodrigues Campelo nasceu em Recife no dia 3 de janeiro de 1888, filho de João Carneiro Rodrigues Campelo e de Laura Barreto Rodrigues Campelo.

Estudou na escola do professor João Crisóstomo de Melo Cabral, em sua cidade natal, no Colégio Pestalozzi, no Ginásio Aires Gama e no Ginásio Pernambucano, cursando em seguida a Faculdade de Medicina da Bahia, depois a Escola de Farmácia de Pernambuco e, finalmente, a Faculdade de Direito de Recife, pela qual se bacharelou em dezembro de 1911. Nesse mesmo ano apoiou o general Emídio Dantas Barreto, vitorioso em sua campanha para o governo de Pernambuco. Daí em diante participaria de todos os momentos da vida política pernambucana.

Iniciou suas atividades profissionais no foro de Recife, mas ainda em 1911 transferiu-se para Colatina (ES), onde atuou como promotor público até 1913. De volta à capital pernambucana, exerceu a mesma função de 1915 a 1923. Em 1928 tornou-se professor de direito penal na Faculdade de Direito de Recife.

Apoiou a campanha da Aliança Liberal (1929-1930) e, após a Revolução de 1930, elegeu-se em maio de 1933, como candidato independente, deputado por Pernambuco à Assembleia Nacional Constituinte. Empossado em novembro do mesmo ano, participou dos trabalhos constituintes, apresentando emendas relativas à conversão da pena de prisão em residência e trabalho obrigatório em colônias penitenciárias nas zonas despovoadas, ao voto de família cumulativo com o voto singular e à formulação de orçamentos proporcionais em vez de verbas fixas. Com a promulgação da nova Carta e a eleição do presidente da República (17/7/1934), teve seu mandato estendido até maio de 1935, quando assumiram os novos deputados eleitos em outubro de 1934.

Professor de criminologia no Instituto Católico de Estudos Superiores e de história das doutrinas políticas e de sociologia criminal na Faculdade de Direito de Recife, foi ainda secretário da Fazenda em Pernambuco, sócio do Centro Dom Vital, no Rio de Janeiro, e do Instituto dos Advogados de Pernambuco, além de diretor do Grande Curtume Barbalho.

Jornalista, foi redator de A República, de Recife, tendo colaborado ainda em todos os jornais de Pernambuco.

Faleceu em Recife em 1971.

Casado com Líbia de Araújo Barreto Campelo, teve 13 filhos.

Publicou Evolução histórica da pena, Reformatórias norte-americanas, Menores delinquentes, Individualização da pena, Características do direito penal militar, Crime político e Vida judiciária e universitária, além de artigos sobre suas pesquisas históricas, jurídicas e religiosas.

 

FONTES: ASSEMB. NAC. CONST. 1934. Anais (4); CÂM. DEP. Deputados; Câm. Dep. seus componentes; GODINHO, V. Constituintes; Personalidades; Portal do Senado Federal. Disponível em: <http://www.senado.gov.br>. Acesso em: 9 mar. 2007; SOC. BRAS. EXPANSÃO COMERCIAL. Quem; VELHO SOBRINHO, J. Dic.

 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados