FRANCISCO DE ARAUJO MACEDO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: MACEDO, Francisco
Nome Completo: FRANCISCO DE ARAUJO MACEDO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
MACEDO, FRANCISCO

MACEDO, Francisco

*dep. fed. SE 1951-1966.

 

Francisco de Araújo Macedo nasceu em Buquim (SE) no dia 8 de setembro de 1897, filho de José Conrado de Araújo e de Maria da Glória Macedo.

Proprietário agrícola, comerciante de madeiras e jornalista, foi intendente (cargo correspondente ao atual prefeito) do município de Estância, em seu estado. Em 1924 participou da rebelião deflagrada em Sergipe em solidariedade ao levante irrompido em São Paulo, em julho desse mesmo ano, chefiado pelo general Isidoro Dias Lopes, e que constituiu o segundo grande episódio do ciclo de insurreições tenentistas da década de 1920, após a Revolta de 1922. Depois de dominado o movimento em seu estado, tornou a participar, em janeiro de 1926, do levante do 28º Batalhão, comandado pelo tenente Augusto Maynard Gomes, cujo objetivo era depor o governo sergipano, mas que foi igualmente reprimido.

No pleito de janeiro de 1947 foi eleito deputado estadual em Sergipe na legenda do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), assumindo sua cadeira em março do mesmo ano. Em outubro de 1950 concorreu simultaneamente ao cargo de governador de seu estado, na legenda do PTB, e a uma cadeira na Câmara Federal, na legenda da Aliança Popular, formada pelo PTB, o Partido Socialista Brasileiro (PSB) e o Partido Social Progressista (PSP). Derrotado nas eleições para governador por Arnaldo Garcez, mas eleito deputado, assumiu seu mandato na Câmara em fevereiro de 1951, após deixar a Assembléia sergipana.

Ainda na legenda do PTB, perdeu novamente as eleições para o governo do estado nos pleitos de outubro de 1954 e de outubro de 1958, para Leandro Maciel e Luís Garcia respectivamente, sendo porém reeleito à Câmara Federal, nessas duas ocasiões, sempre na legenda do PTB. Alcançando apenas a primeira suplência de deputado federal em outubro de 1962, na legenda da Aliança Nacional Trabalhista, formada pelo PTB, o Partido Social Trabalhista (PST) e a União Democrática Nacional (UDN), deixou a Câmara dos Deputados em janeiro de 1963. Voltando a assumir uma cadeira de deputado, dessa vez como suplente, em agosto desse mesmo ano, permaneceu na Câmara até 5 de janeiro de 1966, quando faleceu em Brasília, em pleno exercício de seu mandato parlamentar.

Foi ainda membro do Conselho Consultivo de Sergipe e da Associação Sergipana de Imprensa.

 

 

FONTES: AUDRÁ, A. Bancada; CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Relação dos dep.; CISNEIROS, A. Parlamentares; Jornal do Brasil (9/1/66); TRIB. SUP. ELEIT. Dados (1, 2, 3, 4, 6 e 7); WYNNE, J. História.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados