FRANCISCO DE PAULO MONTEIRO DE BARROS LIMA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: LIMA, Barros
Nome Completo: FRANCISCO DE PAULO MONTEIRO DE BARROS LIMA

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
LIMA, BARROS

LIMA, Barros

*min. TCU 1918-1935.

 

Francisco de Paula Monteiro de Barros Lima nasceu no Rio de Janeiro, então capital do Império, no dia 10 de fevereiro de 1871, filho de João Gonçalves Pereira Lima e de Emília Monteiro de Barros Lima.

Bacharel em direito pela Faculdade de Direito de São Paulo, em 1892, depois de formado em direito, trabalhou no escritório de seu cunhado, o professor Francisco Bulhões de Carvalho.

No governo do presidente Prudente de Morais (1894-1898), que enfrentou violenta oposição dos florianistas, corrente política que representava parte da oficialidade do Exército e o Partido Federal Republicano, foi delegado-auxiliar da polícia do Rio de Janeiro, então Distrito Federal. Nesse período ocorreram os empastelamentos dos jornais monarquistas A Gazeta da Tarde (primeiro jornal abolicionista do Brasil) Liberdade e Apóstolo, em março de 1897, e o assassinato do diretor-proprietário da Gazeta, o coronel Gentil José de Castro, baleado por populares quando fugia para Petrópolis (RJ).

Ocupava ainda o cargo de delegado-auxiliar quando em maio de 1897 foi desencadeada a segunda revolta da Escola Militar da Praia Vermelha, reduto dos florianistas, que ajudou a aumentar o clima de agitação política. Em 5 de novembro de 1897, ocorreu um atentado contra Prudente de Morais, que teve como conseqüência a morte do ministro da Guerra, o marechal Carlos Machado Bittencourt.

Barros Lima foi ainda auditor do Tribunal de Contas da União (TCU), órgão do qual tornou-se ministro em 1918. Nesse mesmo ano, representou o tribunal no Congresso Jurídico. Vice-presidente do TCU entre 1931 e 1933, no ano seguinte, sucedendo a Agenor de Roure, foi designado presidente do TCU, cargo em que se aposentou em 1935, quando foi substituído por Otávio Tarquínio de Sousa.

Faleceu ainda em 1935.

 

 

FONTES: ARQ. GETÚLIO VARGAS; CARONE, E. República velha; CONSULT. MAGALHÃES, B.; Jornal do Brasil (1/6/82); TCU. Dados (1893-1990).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados