GASTAO DIAS VIEIRA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: VIEIRA, Gastão
Nome Completo: GASTAO DIAS VIEIRA

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:

VIEIRA, Gastão

*dep. fed. MA 1995 e 1998-2009.

 

Gastão Dias Vieira nasceu em São Luís no dia 15 de junho de 1946, filho de José Carneiro Dias Vieira e de Belarmina Serra Dias Vieira.

Ingressou em 1965 na Faculdade de Direito da Universidade Federal do Maranhão, em São Luís, pela qual se bacharelou em 1969. No ano seguinte, fez o curso de técnico em problemas de desenvolvimento econômico, oferecido pela Comissão Econômica para a América Latina (CEPAL) e realizado em Manaus. Em 1975 assumiu o cargo de analista de desenvolvimento científico do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), em Brasília, função que exerceria até 1994. Ainda em 1975 iniciou o curso de mestrado em direito na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), concluindo-o no ano seguinte.

Ingressou na política em 1985, filiando-se ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). No ano seguinte assumiu a secretaria executiva do Projeto Grande Carajás, em São Luís. No pleito de novembro desse ano foi eleito deputado estadual constituinte na legenda do PMDB. Assumindo sua cadeira na Assembleia Legislativa maranhense em fevereiro de 1987, foi eleito primeiro-secretário da mesa diretora da casa, função que exerceria por dois anos, e, em 1988, tornou-se líder do bloco partidário formado pelo PMDB com o Partido da Frente Liberal (PFL).

Em 1990 deixou o PMDB para se filiar ao Partido Social Cristão (PSC), em cuja legenda reelegeu-se deputado estadual no pleito de outubro desse ano. Iniciando novo período legislativo em fevereiro de 1991, em março seguinte licenciou-se do mandato para assumir a Secretaria de Planejamento do estado no governo de Edson Lobão. Em 1993 foi eleito primeiro-vice-presidente da executiva estadual do PSC. Na condição de secretário, representou, ainda em 1993, o governo do Maranhão na viagem patrocinada pelo Banco Mundial para participar do seminário sobre Irrigação e Política de Águas, em Denver, nos Estados Unidos. No ano seguinte, voltou a representar o governo maranhense, em Nova Iorque (EUA), nas negociações de concessão de empréstimo internacional ao estado. Permaneceu nessa secretaria até abril de 1994, quando se desincompatibilizou do cargo para concorrer a novo mandato eletivo. Reassumindo em seguida sua cadeira no Legislativo maranhense, tornou-se presidente da Comissão de Educação. Nesse mesmo ano deixou o PSC e retornou ao PMDB.

No pleito de outubro de 1994 foi eleito deputado federal pelo Maranhão na legenda do PMDB, coligado ao PFL, ao PSC e ao Partido Progressista (PP), tendo como base eleitoral a Região Tocantina, o Médio Sertão e o Litoral Norte. Concluindo seu mandato de deputado estadual em janeiro de 1995, em fevereiro seguinte assumiu sua cadeira na Câmara dos Deputados, na qual passou a integrar, como titular, a Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática. Em março desse ano licenciou-se do mandato para assumir a Secretaria de Educação do primeiro governo de Roseana Sarney (1995-1998), sendo substituído no Legislativo pelo suplente Antônio Costa Ferreira. Permaneceu nessa secretaria até abril de 1998, quando se desincompatibilizou do cargo para concorrer à reeleição.

Reassumindo em seguida sua cadeira na Câmara dos Deputados, no pleito de outubro desse mesmo ano reelegeu-se deputado federal na legenda do PMDB, que integrou uma coligação comandada pelo PFL. No mês seguinte, votou a favor do projeto do governo de reforma da Previdência que fixou um valor máximo para aposentadorias no setor público, bem como a idade mínima e o tempo de contribuição no setor privado. Iniciou novo período legislativo em fevereiro de 1999. Nesse mesmo ano, integrou comissão especial da Câmara destinada a estudar as causas estruturais e conjunturais das desigualdades sociais e apresentar soluções legislativas, em visitas e audiências públicas nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

Em outubro de 2002, elegeu-se uma vez mais deputado federal pelo Maranhão, sempre na legenda pemedebista. Na legislatura iniciada em fevereiro de 2003, veio a presidir a Comissão de Educação. Disputou novo mandato em outubro de 2006 e, uma vez mais, foi bem sucedido. Iniciou seu quarto mandato consecutivo em fevereiro de 2007. Foi candidato a prefeito de São Luís no pleito de outubro de 2008, pela coligação PMDB/PSC, mas o candidato vitorioso foi João Castelo, que triunfou ainda no primeiro turno.

Licenciou-se da Câmara em 15 de maio 2009, para assumir o cargo de secretário de Planejamento e Orçamento do Maranhão, depois que Roseana Sarney assumiu o governo do estado, no lugar de Jackson Lago, acusado de irregularidades na campanha eleitoral de 2006. Sua vaga na Câmara foi ocupada pelo suplente Costa Ferreira.

Paralelamente à sua atuação parlamentar, foi membro do Conselho Nacional Consultivo da Campanha Nacional de Escolas da Comunidade - CNEC.

Casou-se com Denise Maria Matos Vieira, com quem teve quatro filhas.

FONTES: CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório. (1995-1999); Folha de S. Paulo (Especial 6/11/98); Globo (10/10/98); Olho no Congresso/Folha de S. Paulo (31/1/95); TRIB. REG. ELEIT. MA. Relação (1998).

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados