GASTAO OTAVIO LACERDA PEDREIRA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: PEDREIRA, Gastão
Nome Completo: GASTAO OTAVIO LACERDA PEDREIRA

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
PEDREIRA, GASTÃO

PEDREIRA, Gastão

*dep. fed. BA 1963-1969.

Gastão Otávio Lacerda Pedreira nasceu em Salvador no dia 20 de junho de 1930, filho de Gastão de Pinho Pedreira da Silva e de Lídia Lacerda Pedreira da Silva.

Diplomou-se em engenharia civil pela Escola Politécnica da Universidade da Bahia em 1952.

Iniciou-se na política ao eleger-se deputado estadual à Assembléia Legislativa baiana no pleito de outubro de 1958, na legenda do Partido Republicano (PR). Assumiu o mandato em fevereiro do ano seguinte e nessa legislatura foi líder da bancada de seu partido e presidente das comissões de Orçamento e de Minas e Energia.

No pleito de outubro de 1962, elegeu-se deputado federal por seu estado na legenda da Aliança Trabalhista, formada pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), o Partido de Representação Popular (PRP) e o PR. Encerrando seu período no Legislativo baiano em janeiro de 1963, iniciou o novo mandato em fevereiro seguinte, e, com a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e a posterior instauração do bipartidarismo, filiou-se ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido de oposição ao regime militar instalado no país em abril de 1964. Nessa legenda reelegeu-se no pleito de 1966. Participou das comissões de Orçamento e de Minas e Energia da Câmara dos Deputados, e em abril de 1969 teve seu mandato cassado e seus direitos políticos suspensos por dez anos com base no Ato Institucional nº 5, editado em 13 de dezembro do ano anterior.

Afastado da vida pública, dedicou-se à fazenda que herdara do pai, localizada no município de Coração de Maria (BA). Beneficiado pela Lei da Anistia, assinada em agosto de 1979 pelo presidente da República, general João Batista Figueiredo (1979-1985), retomou sua carreira política, elegendo-se deputado estadual constituinte pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro no pleito de novembro de 1986.

Assumindo o mandato no início de 1987, deixou a Assembléia Legislativa baiana nesse mesmo ano para assumir a Secretaria de Minas e Energia do governo de Valdir Pires (1987-1989). Permaneceu à frente dessa pasta até 1989, quando retornou ao Legislativo estadual. Reeleito deputado estadual em outubro de 1990, desta feita na legenda do Partido Democrático Trabalhista (PDT), iniciou novo mandato em fevereiro de 1991. Em outubro de 1994, disputou uma vaga na Câmara dos Deputados pela legenda do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), conseguindo apenas a primeira suplência. Deixou a Assembléia Legislativa baiana no início de 1995, ao final da legislatura.

Aposentado como deputado estadual, em 1997 foi nomeado assessor especial da Prefeitura Municipal de Santo Amaro.

Faleceu em Salvador no dia 26 de junho de 2005.

Foi casado com Lucília Alves Pedreira, com quem teve quatro filhas. Casou-se pela segunda vez com Maria José de Oliveira.

FONTES: ARQ. DEP. PESQ. JORNAL DO BRASIL; CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1967-1971); INF. BIOG.; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (4, 6 e 8). MAIS INFORMAÇÕES NO DISCURSO DE COLBERT MARTINS DE 27/06/2005.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados