GEARA, AMADEU

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: GEARA, Amadeu
Nome Completo: GEARA, AMADEU

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:

GEARA, Amadeu

*dep. fed. PR 1979-1987.

 

Amadeu Luís de Mio Geara nasceu em Curitiba no dia 20 de abril de 1940, filho de João Geara e de Domitila de Mio Geara.

Bacharel em ciências jurídicas e sociais pela Faculdade de Direito de Curitiba em 1973, elegeu-se vereador no pleito de novembro de 1972, na legenda do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido de oposição ao regime militar instaurado no país em abril de 1964. De 1973 a 1979, exerceu a liderança da bancada e foi segundo-secretário da Câmara Municipal, além de presidente da Comissão de Viação, Obras e Serviços Públicos e relator da Lei Orgânica do Município.

Nas eleições de novembro de 1978, foi eleito deputado federal ainda na mesma legenda. Com a extinção do bipartidarismo em novembro de 1979 e a consequente reformulação partidária, passou a integrar os diretórios regional e nacional do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), sucessor do MDB.

Titular da Comissão de Trabalho e Legislação Social de 1979 a 1982, e seu presidente e vice-presidente entre 1980 e 1982, também fez parte da Comissão de Constituição e Justiça e de diversas comissões mistas que trataram de questões trabalhistas e previdenciárias.

Reeleito em novembro de 1982, de novo na legenda do PMDB, em 25 de abril de 1984 votou a favor da emenda Dante de Oliveira, que previa eleições diretas para presidente da República. Derrotada a proposição faltaram 22 votos para que fosse levada à apreciação do Senado no Colégio Eleitoral reunido em 15 de janeiro de 1985, Amadeu Geara apoiou o candidato oposicionista Tancredo Neves, da Aliança Democrática, uma união do PMDB com a dissidência do Partido Democrático Social (PDS), abrigada na Frente Liberal.

Doente, Tancredo Neves não chegou a ser empossado, vindo a falecer em 21 de abril de 1985. Seu substituto foi o vice José Sarney, que já vinha exercendo o cargo interinamente desde 15 de março desse ano.

Em novembro 1986, já filiado ao Partido Democrático Trabalhista (PDT), disputou uma cadeira no Senado, mas não conseguiu se eleger. Deixou a Câmara dos Deputados ao término da legislatura, em janeiro de 1987. Em outubro de 1990, voltou a se candidatar à Câmara dos Deputados na legenda do PDT, obtendo a segunda-suplência.

Em meados de 1999, ingressou no Partido Popular Socialista (PPS), assumindo a presidência da sua comissão provisória na capital paranaense, tornando-se em seguida vice-presidente estadual do PPS e membro do Diretório Nacional do partido. Permaneceu no PPS até janeiro de 2003, quando se filiou ao PMDB após ter sido nomeado diretor administrativo do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), logo no início do governo de Roberto Requião. Geara havia se reaproximado politicamente de seu antigo adversário político, no pleito de outubro de 2002, quando defendeu o apoio do PPS a Requião contra o candidato derrotado no segundo turno das eleições, Álvaro Dias (PDT). Exerceu a diretoria administrativa do BRDE até 2004, quando se tornou diretor financeiro do banco, cargo em que se manteve até janeiro de 2006. No dia 17 desse mesmo mês, foi nomeado diretor comercial da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), em substituição a Stênio Jacob. Nesse período, chegou a ser cogitado para assumir a chefia da Casa Civil do governo Requião, o que acabou não ocorrendo. Permaneceu na diretoria comercial da Sanepar até fevereiro de 2007, quando foi substituído no cargo por Natalio Stica (PT), que no ano anterior não havia conseguido se eleger deputado federal pelo PT nas eleições de outubro. Após sair da diretoria da Sanepar, dedicou-se às atividades empresariais e à advocacia civil e administrativa, e filiou-se ao Partido Verde (PV).

Nas eleições de outubro de 2008, candidatou-se a vereador em Curitiba pelo PV, mas não conseguiu se eleger obtendo apenas 2.216 votos.

Casou-se com Marilte Geara, com quem teve dois filhos.

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1979-1983 e 1983-1987); INF. BIOG.; O Estado do Paraná (04/04/2005); <www.agenciadenoticias.pr.gov.br/>. Acesso em: 12 de out. de 2009.

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados