GERALDO PEREIRA DE BARROS

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: BARROS, Geraldo
Nome Completo: GERALDO PEREIRA DE BARROS

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
BARROS, GERALDO

BARROS, Geraldo

*dep. fed. SP 1963-1967.

 

Geraldo Pereira de Barros nasceu em São Manuel (SP) no dia 21 de março de 1910, filho de Antônio Emídio de Barros e de Elisa Pereira de Barros. Seu irmão Ademar de Barros foi interventor (1938-1941) e governador (1947-1951 e 1963-1966) de São Paulo e duas vezes candidato derrotado à presidência da República, em 1955 e 1960.

Cursou o primário no Colégio São Luís em Nova Friburgo (RJ) e o secundário em Jaboticabal (SP).

Dedicou-se desde cedo à agricultura cafeeira, seguindo o exemplo de sua família, grande proprietária de terras na região de São Manuel. Em 1948, foi eleito prefeito de Lençóis Paulista (SP) na legenda do Partido Social Progressista (PSP), fundado por seu irmão. Criou o Ginásio do Estado, construiu o Hospital Nossa Senhora da Piedade, o Posto de Puericultura e providenciou serviços de calçamento de ruas. Eleito prefeito de São Manuel em 1952, construiu o edifício dos Correios e Telégrafos, conseguiu a criação da agência do Banco do Brasil, fez instalar adutoras para o serviço de abastecimento de água e abrir estradas municipais e intermunicipais.

Em 1954 renunciou à prefeitura para concorrer às eleições estaduais na legenda do PSP. Eleito deputado estadual no pleito realizado em outubro, assumiu o cargo em fevereiro do ano seguinte. Pertenceu às comissões de Agricultura, de Indústria e Comércio e de Serviço Público e Civil da Assembléia Legislativa, atuando ainda como conselheiro da Assembléia Paulista dos Municípios. Reelegeu-se deputado estadual em outubro de 1958 e, já nas eleições de outubro de 1962, foi eleito deputado federal por São Paulo na legenda do PSP em coalizão com o Partido Social Democrático (PSD). Teve sua candidatura apoiada também pela Aliança Eleitoral pela Família (Alef), organização civil de âmbito nacional criada em 1962 em substituição à Liga Eleitoral Católica, com o objetivo de mobilizar o eleitorado católico para apoiar os candidatos comprometidos com os princípios sociais da Igreja.

Deixando a Assembléia Legislativa em janeiro de 1963, assumiu o mandato na Câmara no mês seguinte. Com a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e a posterior instauração do bipartidarismo, filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido de apoio ao regime militar instaurado no país em abril de 1964 e pelo qual tentou a reeleição em novembro de 1966, obtendo apenas uma suplência. Ao final da legislatura, em janeiro de 1967, deixou a Câmara.

Faleceu no dia 9 de junho de 1970.

Foi casado com Diná Paula Barros, com quem teve três filhos. Um deles, Geraldo Pereira de Barros Filho, foi vereador (1972-1976) e prefeito de São Manuel (1976-1982).

 

FONTES: CÂM. DEP. Anais; CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros (1946-1967); CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1963-1967); Eleitos; Estado de S. Paulo (23/9/62); INF. FAM.; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (3, 4, 6 e 8).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados