GONCALVES, MANUEL

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: GONÇALVES, Manuel
Nome Completo: GONCALVES, MANUEL

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
GONÇALVES, MANUEL

GONÇALVES, Manuel

*dep. fed. CE 1979-1987.

Manuel Gonçalves e Silva nasceu em Assaré (CE) no dia 26 de março de 1928, filho de Antônio Francisco de Oliveira e de Maria Isabel de Oliveira.

Bacharelou-se em ciências jurídicas e sociais pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará, em 1974.

Nas eleições de novembro de 1978, candidatou-se a uma vaga na Câmara dos Deputados na legenda da Aliança Renovadora Nacional (Arena), agremiação política de apoio ao regime militar instaurado no Brasil em abril de 1964. Eleito, assumiu sua cadeira na Câmara em fevereiro do ano seguinte. Com a extinção do bipartidarismo e a conseqüente reformulação partidária, em novembro de 1979, filiou-se ao Partido Democrático Social (PDS), agremiação que deu continuidade à Arena. Ao longo da legislatura integrou a Comissão de Economia, Indústria e Comércio (1979-1982).

Reeleito em novembro de 1982, iniciou seu novo mandato em fevereiro do ano seguinte, integrando, ao longo de 1983, a Comissão do Interior.

Em 25 de abril de 1984 votou a favor da emenda Dante de Oliveira, que, apresentada na Câmara dos Deputados, propunha o restabelecimento das eleições diretas para presidente da República já em novembro daquele ano. Como a emenda não obteve o número de votos necessários à sua aprovação na Câmara e conseqüente envio ao Senado — faltaram 22 votos para que isso ocorresse —, no Colégio Eleitoral, reunido em 15 de janeiro de 1985, Manuel Gonçalves votou no candidato do regime militar, Paulo Maluf, que acabou sendo derrotado pelo oposicionista Tancredo Neves. Tancredo foi eleito novo presidente da República pela Aliança Democrática, uma coligação dos partidos de oposição, com exceção do Partido dos Trabalhadores (PT), liderados pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), com a dissidência do PDS abrigada na Frente Liberal. Contudo, não chegou a ser empossado na presidência por motivo de doença, vindo a falecer em 21 de abril de 1985. Seu substituto foi o vice-presidente José Sarney, que já vinha exercendo interinamente o cargo desde 15 de março desse ano.

Manuel Gonçalves candidatou-se à reeleição em novembro de 1986, na legenda do Partido da Frente Liberal (PFL), mas obteve apenas uma suplência. Deixou a Câmara dos Deputados em fevereiro de 1987, ao final da legislatura. Não voltou a disputar o mandato de deputado federal nos pleitos de 1990 e 1994, nem qualquer cargo eletivo em 1998.

Casou-se com Margarida Alves de Sousa Gonçalves, com quem teve cinco filhos.

FONTES: CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1979-1983 e 1983-1987); Globo (26/4/84 e 16/1/85).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados