GUILHERME MALAQUIAS DOS SANTOS JUNIOR

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: MALAQUIAS, Guilherme
Nome Completo: GUILHERME MALAQUIAS DOS SANTOS JUNIOR

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
MALAQUIAS, GUILHERME

MALAQUIAS, Guilherme

*sen. DF 1954-1955.

 

Guilherme Malaquias dos Santos Júnior nasceu no Rio de Janeiro, então Distrito Federal, no dia 11 de fevereiro de 1907, filho de Guilherme Malaquias dos Santos e de Maria Acióli Santos.

Cursou o Ginásio 28 de Setembro e diplomou-se, em 1930, pela Faculdade Nacional de Medicina da Universidade do Brasil, no Rio de Janeiro, especializando-se em dermatologia.

Ingressou na política participando da fundação do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), criado em 1945 pelo presidente da República Getúlio Vargas.

No pleito de outubro de 1950, elegeu-se suplente do senador Napoleão Alencastro Guimarães, eleito pelo Distrito Federal na legenda do PTB. Ocupou uma cadeira no Senado de fevereiro a abril de 1954 e de agosto desse ano a novembro do ano seguinte. Nesse período foi vice-presidente da Comissão de Legislação Social e membro da Comissão de Saúde do Senado. No campo trabalhista, conseguiu a aprovação do salário mínimo profissional para os médicos e foi o autor da emenda que estendia a Legislação Trabalhista aos porteiros e empregados de edifícios. Participou do Assembleia Mundial da Paz, realizada na então União Soviética, e em discurso no Senado relatou o encontro, defendendo uma política pacifista internacional, com prioridade à extinção das armas atômicas.

Em outubro de 1958, elegeu-se primeiro suplente de vereador no Distrito Federal, sempre na legenda do PTB, e, no pleito de outubro de 1962, foi eleito suplente de deputado estadual no então estado da Guanabara, ainda na mesma legenda.

Com a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e a posterior implantação do bipartidarismo, filiou-se ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido de oposição ao regime militar instalado no país em abril de 1964. No pleito de novembro de 1966, obteve uma nova suplência de deputado estadual pela Guanabara na legenda do MDB.

Como médico, foi diretor do Hospital Eduardo Rabelo, diretor do departamento de Higiene e Saúde Pública da Guanabara e diretor-geral do Serviço de Assistência Médica Domiciliar de Urgência (SAMDU); secretário da Sociedade Brasileira de Dermatologia, tesoureiro da Sociedade Brasileira de Sifilografia e membro titular do Colégio Latino-Americano de Dermatologia e Leprologia. Foi professor e atuou intensamente no campo da deficiência visual. Foi eleito presidente do Conselho Estadual para o Bem-Estar dos Cegos, representou o estado da Guanabara na V Assembléia Geral do Conselho Mundial para o Bem-Estar dos Cegos, promovida pela Unesco, apresentou teses e coordenou simpósios sobre a cegueira, e tornou-se benemérito do Conselho Nacional para o Bem-Estar dos Cegos e da União dos Cegos no Brasil. Foi também membro do conselho superior da Associação Geral dos Cegos e representante do estado do Rio de Janeiro no IV Congresso Brasileiro de Educação de Deficientes Visuais, realizado em julho de 1975 em Curitiba, onde apresentou o trabalho “A situação jurídica do cego na atual legislação do estado do Rio de Janeiro”.

Faleceu no Rio de Janeiro, no dia 12 de novembro de 1975.

Era casado com Ivone Rodrigues dos Santos, com quem teve duas filhas.

Após a sua morte, foi dado o nome de Guilherme Malaquias Júnior a uma rua de Jacarepaguá, no município do Rio de Janeiro.

Teve os seguintes trabalhos publicados: Moderno tratamento das queimaduras (1945), Tratamento da sífilis pela penicilina (1947), Combate à sífilis sob o ponto de vista epidemiológico (1947), Estudo sobre mortalidade infantil (1948), Aspectos da lepra do Distrito Federal (1951).

 

FONTES: CISNEIROS, A. Parlamentares; INF. FAM.; SENADO. Relação; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (2, 4, 6 e 8).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados