HAGAHUS ARAUJO E SILVA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: ARAÚJO, Hagahús
Nome Completo: HAGAHUS ARAUJO E SILVA

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:

ARAÚJO, Hagahús

*dep. fed. TO 1991-1995.

Hagahús Araújo e Silva nasceu em Patos de Minas (MG) no dia 31 de agosto de 1928, filho de José Araújo e Silva e de Amélia Araújo Póvoa.

Transferindo-se para Dianópolis, então no estado de Goiás, hoje no estado de Tocantins, foi fundador e diretor do Instituto do Menor, entre 1953 e 1963. No pleito de novembro de 1964 foi eleito prefeito da cidade na legenda do Partido Social Progressista (PSP). Ainda em 1964 tornou-se diretor-presidente do Centro de Atividades Penitenciárias Industriais do Estado de Goiás, entidade que dirigiria durante muitos anos.

Nas eleições de novembro de 1982 foi eleito deputado estadual em Goiás na legenda do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). Assumiu o mandato em fevereiro de 1983, mas no mesmo mês licenciou-se para assumir a Secretaria do Desenvolvimento Social de Goiás no governo de Ari Valadão (1979-1983). Permaneceu no cargo até 1985, já no governo de Íris Resende (1983-1986), e em novembro de 1986 foi reeleito deputado estadual. Com a promulgação da Constituição de 1988 e o desmembramento da porção norte do estado de Goiás para formar o estado de Tocantins, em outubro de 1990 candidatou-se a deputado federal pelo novo estado e obteve uma suplência. Deixou a Assembleia Legislativa de Goiás em janeiro de 1991, ao fim da legislatura.

Em 18 de março de 1991 assumiu o mandato de deputado federal por Tocantins na vaga de Merval Pimenta. Na sessão da Câmara dos Deputados de 29 de setembro de 1992, votou a favor da abertura do processo de impeachment do presidente Fernando Collor de Melo, acusado de crime de responsabilidade por ligações com um esquema de corrupção liderado pelo ex-tesoureiro de sua campanha presidencial, Paulo César Farias. Afastado da presidência logo após a votação na Câmara, Collor renunciou ao mandato em 29 de dezembro, horas antes da conclusão do processo pelo Senado Federal, que decidiu pelo seu impedimento. Foi então efetivado na presidência da República o vice Itamar Franco, que já vinha exercendo o cargo interinamente desde 2 de outubro.

Hagahús Araújo retirou-se da Câmara dos Deputados em janeiro de 1995, sem ter concorrido à reeleição em outubro de 1994. Em 1996 tornou-se assessor do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Fazendeiro, casou-se com Josiniana Araújo e Silva, com quem teve cinco filhos.

FONTES: CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1991-1995); Globo (30/9/92).

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados