HENRIQUE MAURICIO FANSTONE

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: FANSTONE, Henrique
Nome Completo: HENRIQUE MAURICIO FANSTONE

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:

FANSTONE, Henrique

*dep. fed. GO 1971-1979.

Henrique Maurício Fanstone nasceu em Anápolis (GO) no dia 16 de janeiro de 1926, filho de James Fanstone e de Ethel Marguerite Fanstone.

Formado pela Faculdade de Medicina de Minas Gerais em 1951, de volta a Goiás elegeu-se vereador à Câmara Municipal de Anápolis em 1954 e, em 1960, vice-prefeito da cidade. Em 1965, durante a interventoria de Emílio Rodrigues Ribas Júnior em Goiás, ocupou a Secretaria do Trabalho do estado. Integrou ainda o Conselho Estadual de Educação. Filiado à Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido de sustentação ao regime militar instalado no país em abril de 1964, presidiu o diretório do partido em sua cidade.

No pleito de novembro de 1970, elegeu-se deputado federal por Goiás na legenda da Arena, assumindo o mandato em fevereiro do ano seguinte. Ainda em 1971, foi escolhido vice-presidente da Comissão de Fiscalização Financeira e Tomada de Contas da Câmara, além de figurar como suplente das comissões de Saúde e de Desenvolvimento da Região Centro-Oeste. Em novembro de 1974 elegeu-se primeiro suplente de deputado federal por Goiás e, deixando a câmara em janeiro de 1975, voltou a ocupar uma cadeira em outubro. No governo de Irapuã Costa Júnior (1975-1979), ocupou as secretarias de Administração (fevereiro a junho de 1976) e de Saúde (junho de 1976 a maio de 1978) de Goiás.

Preferiu não disputar a reeleição em 1978 e em janeiro do ano seguinte encerrou seu mandato. Com a extinção do bipartidarismo em 29 de novembro de 1979 e a conseqüente reformulação partidária, filiou-se ao Partido Democrático Social (PDS), e nessa legenda concorreu a uma cadeira na Câmara dos Deputados pelo estado de Goiás, no pleito de novembro de 1982, obtendo apenas uma suplência.

Embora não tenha disputado mais nenhum cargo eletivo, permaneceu filiado ao PDS. No plano profissional, dedicou-se à direção executiva do Hospital Evangélico Goiano.

Em 1993, com a fusão do PDS ao Partido Democrático Cristão (PDC) criando o Partido Progressista Reformador (PPR), filiou-se à nova agremiação. Dois anos depois, novamente em virtude de uma nova fusão, desta vez do PPR com o Partido Progressista (PP), passou a militar na nova agremiação então criada, o Partido Progressista Brasileiro (PPB), vindo a tornar-se o primeiro presidente do partido na sua cidade natal. Renunciou à presidência do PPB municipal em 1998, discordando da decisão do partido em apoiar o candidato do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), Marconi Perillo, ao governo do estado, e não a Íris Resende, do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB).

Fanstone tornou-se diretor do Hospital Evangélico Goiano e seu acionista majoritário.

Em agosto de 2009 foi homenageado pela Assembléia Legislativa goiana, juntamente com mais 29 maçons, com a medalha do Mérito Legislativo Pedro Ludovico Teixeira

Era casado com Dorothy Downing Fanstone, com teve quatro filhos. Viúvo, contraiu segundas núpcias com Miraci Moreira, com quem teve dois filhos. Do seu terceiro casamento com Jacifa Issac Fanstone teve uma filha. Novamente viúvo, casou-se com Irene Cardoso Fanstone.

FONTES: CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1971-1975); INF. BIOG.; Jornal do Brasil (5/6/76 e 15/11/78); NÉRI, S. 16; Perfil (1972).

 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados