HERACLIO MORAIS DO REGO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: REGO, Heráclio
Nome Completo: HERACLIO MORAIS DO REGO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
REGO, HERÁCLIO

REGO, Heráclio

*dep. fed. PE 1951-1959 e 1963-1971.

 

Heráclio Morais do Rego nasceu em Limoeiro (PE) no dia 26 de março de 1912, filho de Francisco Heráclio do Rego e de Virgínia de Morais Heráclio do Rego. Seu pai, conhecido em Pernambuco como Chico Heráclio, foi um dos “coronéis” mais famosos do interior do estado.

Estudou no Ginásio Pernambucano e no Colégio Marista de Recife.

Fazendeiro, industrial e comerciante, em janeiro de 1947 elegeu-se deputado à Assembléia Constituinte de Pernambuco na legenda do Partido Social Democrático (PSD). Assumindo a cadeira de deputado ainda no mesmo ano, participou dos trabalhos constituintes e, após a promulgação da nova Carta estadual, passou a exercer o mandato ordinário.

Em outubro de 1950 foi eleito deputado federal por seu estado, ainda na legenda do PSD, assumindo sua cadeira na Câmara em fevereiro de 1951, após deixar a Assembléia Legislativa pernambucana. Reelegeu-se no pleito de outubro de 1954, dessa vez na legenda do Movimento Popular Autonomista, coligação formada pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), o Partido Social Trabalhista (PST) e a União Democrática Nacional (UDN). Candidatou-se mais uma vez em outubro de 1958 a uma cadeira de deputado federal, na legenda da Frente Democrática Pernambucana, que reunia o PST, o Partido Democrata Cristão (PDC), o Partido Republicano Trabalhista (PRT) e o Partido Libertador (PL), mas obteve apenas uma suplência.

Deixou a Câmara em janeiro de 1959 e, elegendo-se novamente em outubro de 1962, na legenda do PTB, voltou a ocupar uma cadeira de deputado federal em fevereiro de 1963. Com a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e a posterior instauração do bipartidarismo, filiou-se ao partido governista, a Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido de sustentação ao regime militar instalado no país em abril de 1964. Reeleito em novembro de 1966, ainda na legenda da Arena, exerceu o mandato até janeiro de 1971, quando deixou definitivamente a Câmara.

Em novembro de 1976 candidatou-se à prefeitura de sua cidade natal na legenda da Arena.

Faleceu no dia 5 de outubro de 1997.

Era casado com Isaura Ernesto do Rego, com quem teve cinco filhos.

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1967-1971); CÂM. DEP. Relação dos deputados; CISNEIROS, A. Parlamentares; FLEISCHER, D. Thirty; IPC. Relação; Jornal do Brasil (7/11/76); MACEDO, N. Aspectos; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (1, 2, 3, 4, 6 e 8).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados