HERSCHELL W. JOHNSON

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: JOHNSON, Herschell
Nome Completo: HERSCHELL W. JOHNSON

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
JOHNSON, HERSCHELL

JOHNSON, Herschell

*diplomata norte-americano; emb. EUA no Brasil 1948-1953.

 

Herschell W. Johnson nasceu em Atlanta (EUA) no dia 3 de maio de 1894, filho de William White Johnson e de Arabella Kenan Horne Johnson.

Tendo ingressado em 1916 na Universidade de Carolina do Norte, interrompeu os estudos no ano seguinte para incorporar-se como primeiro-tenente e, depois, como capitão de infantaria, às forças norte-americanas que atuaram na França durante a Primeira Guerra Mundial. Terminado o conflito, permaneceu em território francês até 1919, quando retornou ao seu país e reiniciou os estudos, agora na Faculdade de Direito da Universidade de Harvard, concluídos em 1920.

Nesse ano, entrou para o serviço diplomático norte-americano e a partir de então ocupou os postos de terceiro-secretário da legação em Berna em 1921, secretário da embaixada em Sofia de 1922 a 1923, funcionário do Departamento de Estado de 1923 a 1926, secretário da legação em Tegucigalpa de 1926 a 1928, primeiro-secretário da embaixada na cidade do México de 1929 a 1930, chefe da divisão de assuntos mexicanos no Departamento de Estado de 1930 a 1934, e suplente da Junta Governativa de Auxílio aos Refugiados em 1934.

Designado para Londres em 1934, exerceu os cargos de primeiro-secretário até 1937, de conselheiro entre 1937 e 1941, e finalmente de ministro em 1941. No período em que permaneceu na Inglaterra atuou ainda como membro e, em seguida, presidente da delegação norte-americana à Conferência Internacional para a Regulamentação da Pesca da Baleia, de 1937 a 1939, e como representante dos EUA nas reuniões do Conselho Internacional do Açúcar, de 1937 a 1941.

Serviu como ministro na Suécia entre 1941 e 1946, ano de sua promoção a embaixador. De 1946 a 1948 esteve creditado na Organização das Nações Unidas (ONU), primeiro como vice-representante dos EUA junto à entidade entre 1946 e 1947 e depois como suplente de representante na sessão especial da Assembléia Geral para tratar da questão da Palestina, em 1947. Ainda nesse ano, atuou como representante à II Sessão da Assembléia Geral e como chefe da missão permanente norte-americana e seu representante junto ao Conselho de Segurança, exercendo essas funções até 1948.

Em abril de 1948 foi nomeado embaixador dos EUA no Brasil e chegou ao Rio de Janeiro em julho do mesmo ano. Durante sua estada no país, participou do desenrolar dos acontecimentos que marcaram a política externa do segundo governo de Getúlio Vargas (1951-1954). Entre 1951 e 1952 tratou, com o ministro das Relações Exteriores, João Neves da Fontoura, das negociações relativas à venda de minerais estratégicos brasileiros aos EUA, à ajuda econômica norte-americana para o aceleramento da industrialização do Brasil e ao Acordo Militar Brasil-EUA. Firmou também o convênio que permitia à força aérea norte-americana realizar o levantamento aerofotogramétrico do território nacional. Em março de 1953 deixou seu posto no Brasil.

Nos EUA atuou ainda na Comissão Constitucional do Congresso entre 1957 e 1959.

Faleceu em Charlotte, Carolina do Norte (EUA), em 16 de abril de 1966.

 

 

FONTES: BANDEIRA, L. Presença; CORRESP. EMB. EUA; SOC. BRAS. EXPANSÃO COMERCIAL. Quem; Who was (4).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados