ISAAC NEWTON DA SILVA PESSOA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: NEWTON, Isaac
Nome Completo: ISAAC NEWTON DA SILVA PESSOA

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
PEDRO, Erasmo Martins

NEWTON, Isaac

*dep. fed. RO 1979-1983.

 

Isaac Newton da Silva Pessoa nasceu em Cruzeiro do Sul (AC) no dia 12 de março de 1934, filho de Newton Vasconcelos Pessoa e de Hilda da Silva Pessoa.

Em 1957 ingressou no Banco do Brasil, trabalhando em Manaus. Em 1961 transferiu-se para o Rio de Janeiro, permanecendo até 1963, quando retornou ao seu estado natal para trabalhar numa agência de Rio Branco. Em 1964 voltou ao Rio de Janeiro, ingressando no ano seguinte no curso de ciências jurídicas e sociais da Universidade do Estado da Guanabara, atual Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), concluindo-o em 1969. No ano seguinte, transferiu-se para Rondônia, trabalhando como gerente da agência do Banco do Brasil em Guajará-Mirim, função que exerceu até maio de 1974. Requisitado pelo governo estadual, tornou-se assessor jurídico da prefeitura de Guajará-Mirim e trabalhou também na área de comércio de exportação de borracha, castanha-do-pará e gado bovino.

Em novembro de 1978, elegeu-se deputado federal por Rondônia, na legenda da Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido de apoio ao regime militar instaurado no país em abril de 1964. Assumindo o mandato em fevereiro do ano seguinte, participou dos trabalhos legislativos como membro titular da Comissão do Interior e da Comissão de Economia, Indústria e Comércio e, como suplente, da Comissão de Finanças.

No pleito de novembro de 1982, concorreu à reeleição, na legenda do Partido Democrático Social (PDS), agremiação que sucedeu a Arena, mas não foi bem sucedido, obtendo apenas a terceira suplência. Ainda este ano, saiu do PDS e filiou-se ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). Encerrou o mandato em janeiro de 1983, retirando-se da Câmara dos Deputados. No ano seguinte aposentou-se pelo Banco do Brasil.

Em setembro de 1985 foi preso em sua casa em Brasília, sob acusação de chefiar uma quadrilha de traficantes detida com 140 quilos de cocaína em Fernandópolis (SP). No mês seguinte foi julgado e condenado por tráfico de drogas a cinco anos de reclusão em São José do Rio Preto (SP). Segundo Isaac Newton, o flagrante de drogas foi simulado por policiais paulistas. Em 1988 foi transferido para a Casa de Detenção de São Paulo, permanecendo ali por 15 meses. No ano seguinte entrou em regime semi-aberto em Campinas, encerrando sua pena em 1990. Desde então passou a atuar na área de advocacia, tentando também, junto às autoridades, esclarecer os motivos de sua detenção.

Casou-se com Meriam McComb Pessoa, com quem teve quatro filhos.

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1979-1983); INF. BIOG; Jornal do Brasil (27/11/85).

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados