IVO DA SILVA LECH

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: LECH, Ivo
Nome Completo: IVO DA SILVA LECH

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
LECH, IVO

LECH, Ivo

*const. 1987-1988; dep. fed. RS 1987-1991.

Ivo da Silva Lech nasceu em Canoas (RS) no dia 19 de maio de 1948, filho de Miguel Lech e de Loreni da Silva Lech.

Técnico de vendas aposentado por invalidez após acidente automobilístico, iniciou posteriormente curso de direito na Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), em São Leopoldo (RS), deixando-o, no entanto, incompleto.

Filiado ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), na eleição de novembro de 1982 foi candidato à Câmara Municipal de Canoas. Apresentando-se durante a campanha como o porta-voz dos pobres e dos portadores de deficiência física, foi o vereador mais votado do pleito. Empossado em fevereiro seguinte, presidiu a Comissão de Serviço Público da Casa, entre 1984 e 1985.

Nas eleições de novembro de 1986, elegeu-se deputado federal constituinte pelo Rio Grande do Sul na legenda do PMDB. Renunciando com isso ao mandato de vereador, assumiu, em fevereiro de 1987, sua cadeira na Câmara dos Deputados. Durante os trabalhos da Assembléia Nacional Constituinte, presidiu a Subcomissão dos Negros, Populações Indígenas, Pessoas Deficientes e Minorias, da Comissão da Ordem Social, e foi suplente da Subcomissão da Educação, Cultura e Esportes, da Comissão da Família, da Educação, Cultura e Esportes, da Ciência e Tecnologia e da Comunicação.

Nas principais votações da Constituinte, pronunciou-se a favor do rompimento de relações diplomáticas com países de orientação racista, da limitação do direito de propriedade privada, do mandado de segurança coletivo, da legalização do aborto, do turno ininterrupto de seis horas, do aviso prévio proporcional, da unicidade sindical, da soberania popular, da adoção do voto facultativo aos 16 anos, da nacionalização do subsolo, do limite de 12% ao ano para os juros reais, da proibição do comércio de sangue, da limitação dos encargos da dívida externa, da criação de um fundo de apoio à reforma agrária, da anistia aos micro e pequenos empresários, da legalização do jogo do bicho e da desapropriação da propriedade produtiva. Votou contra a pena de morte, a estabilidade no emprego, a remuneração 50% superior para o trabalho extra, a jornada semanal de 40 horas, o presidencialismo, a estatização do sistema financeiro e o mandato de cinco anos para o presidente José Sarney.

Com a promulgação da nova Constituição em outubro de 1988, Ivo Lech continuou exercendo seu mandato ordinário na Câmara. Não tendo concorrido à reeleição em outubro de 1990, deixou o cargo em janeiro do ano seguinte, ao término da legislatura.

Em julho de 2007, tornou-se diretor comercial do Banrisul (Banco do Estado do Rio Grande do Sul). E em janeiro de 2009, tomou posse, como titular, da Controladoria Geral do município de Canoas, instituída pelo prefeito Jairo Jorge, do Partido dos Trabalhadores (PT), além de participar da Comissão de Ética Pública Municipal.

 Em 1994, concluiu o curso de direito na Unisinos.

Foi casado com Sussi Antunes Cardoso Lech, com quem teve um filho.

FONTES: ASSEMB. NAC. CONST. Repertório (1987-1988); COELHO, J. & OLIVEIRA, A. Nova; INF. BIOG; Portal JusBrasil Notícias (http://www.jusbrasil.com.br; acessado em 18/11/2009); Portal do Governo do Estado do Rio Grande do Sul (http://www.rs.gov.br; acessado em 18/11/2009); Portal da Assembléia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul (http://www2.al.rs.gov.br; acessado em 18/11/2009); Portal do PMDB-RS (http://pmdb-rs.org.br; acessado em 18/11/2009)..

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados