JAIME MENDONCA DE CAMPOS

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: CAMPOS, Jaime (RJ)
Nome Completo: JAIME MENDONCA DE CAMPOS

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
CAMPOS, JAIME (RJ)

CAMPOS, Jaime

*dep. fed. RJ 1989-1991.

 

Jaime Mendonça de Campos nasceu em São Gonçalo (RJ) no dia 26 de maio de 1935, filho de José de Sousa Campos e de Olímpia Cândida de Mendonça.

Formado em direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, ingressou na política em 1963, sendo eleito vereador em São Gonçalo na legenda do Partido Social Progressista (PSP). Com a instituição do bipartidarismo pelo Ato Institucional nº 2 (AI-2) em 27 de outubro de 1965, Jaime Campos filiou-se ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB), agremiação de oposição ao regime militar instalado no país em abril de 1964, sendo eleito deputado estadual pelo Rio de Janeiro em 1966. Ainda nesse ano e nos dois subseqüentes, realizou diversos cursos na área de direito, quase todos na Universidade Federal Fluminense (UFF).

Nos pleitos de novembro de 1970 e 1974 reelegeu-se deputado estadual na legenda do MDB. Em 1975 foi presidente da mesa da Assembléia Legislativa. No ano seguinte, conseguiu sua eleição para a prefeitura de São Gonçalo, exercendo o mandato entre 1977 e 1979. Nesse período, participou do seminário sobre administração municipal e desenvolvimento social realizado em Berlim.

Com a extinção do MDB e da Aliança Renovadora Nacional (Arena) em 29 de novembro de 1979 e a conseqüente reformulação partidária, transferiu-se em 1980 para o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), herdeiro político do MDB, no qual permaneceu até 1985. Nesse ano filiou-se ao Partido Democrático Trabalhista (PDT), liderado por Leonel Brizola, então governador do estado do Rio de Janeiro. Candidatou-se a deputado federal constituinte em novembro de 1986 obtendo, contudo, apenas uma suplência.

Com o licenciamento de Juarez Antunes para ocupar a prefeitura de Volta Redonda, Jaime Campos assumiu, em 3 de janeiro de 1989, uma cadeira na Câmara dos Deputados. Nesse mesmo ano desligou-se do PDT e filiou-se ao Partido da Juventude (PJ), agremiação que deu origem ao Partido da Reconstrução Nacional (PRN). Em outubro de 1990, disputou mais um mandato mas não conseguiu sua eleição. Deixou a Câmara dos Deputados em janeiro de 1991, ao final da legislatura.

Faleceu em São Gonçalo no dia 10 de outubro de 1992.

Era casado com Adelice da Costa Campos, com quem teve três filhas.

 

FONTES: ARQ. CÂMARA DOS DEPUTADOS; Jornal do Brasil (23/11/88).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados