JETRO JAIRO DE MACEDO BRUM

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: BRUM, Jairo
Nome Completo: JETRO JAIRO DE MACEDO BRUM

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
BRUM, JAIRO

BRUM, Jairo

*dep. fed. RS 1963-1983.

 

Jetro Jairo de Macedo Brum nasceu em Guaporé (RS) no dia 5 de fevereiro de 1921, filho de José Ivalino Pessoa de Brum e de Albertina de Macedo Brum.

Bacharelou-se em ciências jurídicas e sociais pela Faculdade de Direito da atual Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 1947.

Foi prefeito de Guaporé entre 1951 e 1955. No pleito de outubro de 1954 elegeu-se deputado estadual no Rio Grande do Sul na legenda do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), iniciando o mandato em fevereiro do ano seguinte e sendo reeleito em outubro de 1958.

No pleito de outubro de 1962 elegeu-se deputado federal pelo Rio Grande do Sul na legenda do Movimento Trabalhista Renovador (MTR). Deixando a Assembléia em janeiro de 1963, assumiu o mandato na Câmara dos Deputados em fevereiro seguinte, tornando-se a partir de então líder de seu partido. Em abril de 1964 passou a exercer a vice-liderança do MTR, e, no mês seguinte, a do bloco parlamentar constituído por sua agremiação e pelo Partido Social Progressista (PSP), o Partido Trabalhista Nacional (PTN), o Partido Social Trabalhista (PST), o Partido Republicano (PR) e o Partido Democrata Cristão (PDC).

Com a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e a posterior instauração do bipartidarismo, filiou-se ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido de oposição ao regime militar instaurado no país em abril de 1964, e em cuja legenda reelegeu-se à Câmara dos Deputados pelo Rio Grande do Sul no pleito de novembro de 1966. Nessa nova legislatura foi vice-líder do MDB a partir de março de 1967.

Novamente eleito deputado federal pelo Rio Grande do Sul na legenda do MDB em novembro de 1970, voltou a exercer a vice-liderança de seu partido em 1971. Nesse ano foi membro efetivo da Comissão de Orçamento e suplente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara. Em maio de 1972 assumiu a liderança do MDB em substituição a Oscar Pedroso Horta, que se licenciara por motivo de saúde. No ano seguinte, tornou-se membro da Comissão de Finanças e, em 1974, da Comissão de Transportes. A partir de março deste último ano retomou a vice-liderança do MDB.

Reeleito deputado federal no pleito de novembro de 1974, no ano seguinte foi vice-presidente da Comissão de Relações Exteriores e suplente da Comissão de Transportes da Câmara. Em novembro de 1978 voltou a eleger-se ainda na legenda do MDB, mas, com a extinção do bipartidarismo em novembro de 1979 e a conseqüente reformulação partidária, filiou-se ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), agremiação que sucedeu ao MDB. Nessa legislatura permaneceu na Comissão de Relações Exteriores.

No pleito de novembro de 1982, Jairo Brum candidatou-se a mais um mandato na legenda do PMDB gaúcho, porém não obteve êxito. Deixou a Câmara em janeiro de 1983, ao final da legislatura. Em novembro de 1986, disputou uma vaga de deputado federal constituinte, mas novamente não foi bem-sucedido.

Faleceu em Brasília, no dia 10 de julho de 1988.

Era casado com Magda Maria Teles de Freitas Brum, com quem teve dois filhos.

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertórios (1967-1971, 1975-1979); CÂM. DEP. Relação nominal; INF. FAM.; NÉRI, S. 16; Perfil (1972); TRIB. SUP. ELEIT. Dados (2, 3, 4, 5, 6, 8 e 9).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados