JOAO JACQUES HENRI MONTANDON

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: MONTANDON, João Jacques
Nome Completo: JOAO JACQUES HENRI MONTANDON

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
MONTANDON, JOÃO JACQUES

MONTANDON, João Jacques

*const. 1934; dep. fed. MG 1935-1937; const. 1946; dep. fed. MG 1946-1951.

 

João Jacques Henri Montandon nasceu no dia 5 de janeiro de 1872 em Estrela do Sul (MG), filho de Eduardo Augusto Montandon — deputado-geral por Minas Gerais de 1881 a 1889 e último presidente da província de Goiás durante o Império — e de Brasilina Gonçalves Montandon. Seu avô paterno era suíço.

Estudou no Colégio Padre Machado em São João del Rei (MG), no colégio do educador português César Ribeiro, em Franca (SP), no Colégio Alberto Brandão, no Rio de Janeiro — então Distrito Federal — e no Liceu de Goiás, na capital desse estado. Ingressou em 1892 na Escola de Farmácia de Ouro Preto (MG), formando-se dois anos depois. Ainda nessa cidade, iniciou o curso de agrimensura na Escola de Minas, concluindo-o em 1897 na Escola Politécnica do Rio de Janeiro.

Iniciou a vida política em 1900 em Araxá (MG), incluindo-se entre os oposicionistas aos governos municipal, estadual e federal. Em 1909 participou da Campanha Civilista, movimento de caráter antimilitarista que promoveu em 1909-1910 a candidatura de Rui Barbosa à presidência da República em oposição à do marechal Hermes da Fonseca, afinal eleito em março de 1910 (Rui Barbosa foi, contudo, vitorioso em Araxá).

Em 1914, com o irmão Heitor Montandon, fundou o Correio de Araxá, que dirigiu até 1918, ano em que se elegeu senador estadual em Minas Gerais. Reconduzido ao Senado mineiro em sucessivas legislaturas, em 1929 foi eleito presidente dessa casa e participou da Aliança Liberal (1929-1930) junto com Olegário Maciel, presidente do estado a partir de setembro de 1930. Com a vitória da Revolução de 1930, teve interrompido seu mandato de senador. Em 1932, permaneceu ao lado de Olegário Maciel, opondo-se à Revolução Constitucionalista, de São Paulo.

Em maio de 1933 elegeu-se primeiro suplente de deputado à Assembléia Nacional Constituinte na legenda do Partido Progressista de Minas Gerais. Assumindo o mandato em dezembro desse ano na vaga aberta por Benedito Valadares, que fora nomeado interventor em Minas, participou dos trabalhos constituintes e, após a promulgação da nova Carta (16/7/1934) e a eleição do presidente da República, teve o mandato prorrogado até maio de 1935. Ainda em 1934 foi escolhido presidente da Sociedade Mineira de Agricultura e eleito, em outubro, deputado federal para a legislatura ordinária que se iniciaria no ano seguinte. Exerceu o mandato até novembro de 1937, quando o advento do Estado Novo suprimiu todos os órgãos legislativos do país. Nomeado prefeito de Araxá, através de sua influência junto ao interventor Benedito Valadares, obteve meios para promover a remodelação da cidade, estância balneária e hidromineral, construindo um grande hotel e aí instalando termas.

Com a desagregação do Estado Novo, participou em 1945 da fundação do Partido Social Democrático (PSD) em seu estado, sendo escolhido presidente do diretório da agremiação em Araxá. Em dezembro desse mesmo ano elegeu-se deputado à Assembléia Nacional Constituinte na legenda do PSD. Assumindo o mandato em fevereiro de 1946, participou dos trabalhos constituintes e, após a promulgação da nova Carta (18/9/1946), exerceu o mandato legislativo ordinário até janeiro de 1951.

Montandon foi proprietário de uma farmácia e de terras em Araxá, tendo fundado ainda o Ginásio Araxá, onde lecionou geografia e matemática.

Faleceu em Araxá no dia 7 de dezembro de 1964.

 

 

FONTES: ASSEMB. NAC. CONST. 1934. Anais (1); Boletim Min. Trab. (5/36); CÂM. DEP. Deputados; Câm. Dep. seus componentes; CONSULT. RAMOS, P.; CURRIC. BIOG.; Diário do Congresso Nacional; GODINHO, V. Constituintes; Rev. Arq. Públ. Mineiro (12/76).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados