João Paulo Lima e Silva

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: LIMA, João Paulo
Nome Completo: João Paulo Lima e Silva

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:

LIMA, João Paulo

* dep. fed. PE 2011-

 

João Paulo Lima e Silva nasceu em Olinda (PE) no dia 31 de dezembro de 1952, filho de Manoel Messias Lima e Silva e Maria de Lourdes Lima e Silva.

Na década de 1970, quando o Brasil vivia sob o regime militar (1964-1985), começou a atuar na Associação dos Moradores do Ibura, e integrou a Juventude Operária Católica de Recife, da qual foi presidente em 1972. Paralelamente à intensa atuação política, concluiu o curso de Edificações na Escola Técnica Agamenon Magalhães, em Recife, e se tornou operário metalúrgico.

Em 1978, foi selecionado para estudar durante um ano, como bolsista, no Centro de Estudos e Desenvolvimento da América Latina, em Paris. Na ocasião, participou de cursos de capacitação em Política Sindical na França, na Itália, na Espanha e em Portugal.

De volta ao Brasil, engajou-se no movimento sindical e, em 1979, filiou-se ao Partido dos Trabalhadores (PT) em Recife (PE). Em Pernambuco, foi o primeiro presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), entre 1983 e 1985, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Pernambuco, entre os anos de 1984 e 1987, e presidente da Associação de Moradores de UR-6-Ibura, em Recife, entre 1986 e 1988.

Após a redemocratização, disputou as eleições de 1986 para deputado estadual em Pernambuco, pela legenda do PT, mas não obteve sucesso.

Nas eleições municipais de 1988, elegeu-se vereador de Recife pelo PT e exerceu o mandato até 1990, quando renunciou ao cargo para se candidatar a deputado estadual em Pernambuco, pelo mesmo partido. Foi eleito para a legislatura de 1991 a 1994. Em 1992, disputou as eleições para o executivo, como candidato a prefeito de Jaboatão dos Guararapes (PE), mas não obteve sucesso. Em 1994, reelegeu-se deputado estadual para o segundo mandato consecutivo na Assembleia Legislativa de Pernambuco. Foi presidente do Diretório Estadual do PT em Pernambuco, entre os anos de 1993 e 1995.

Em 1996, voltou a disputar as eleições para a prefeitura de Recife, pelo PT, mas não obteve êxito. Reelegeu-se deputado estadual em Pernambuco pela terceira vez consecutiva, nas eleições de 1998. Durante sua passagem pela Assembleia Legislativa, foi membro da Comissão de Constituição, Legislação e Justiça e presidente da Comissão de Defesa e Cidadania.

Exerceu o cargo de deputado estadual até o ano de 2000, quando renunciou ao cargo para se candidatar à prefeitura de Recife, pelo PT. Foi eleito em segundo turno para o mandato de 2001 a 2004, ano em que foi reeleito durante o primeiro turno para o segundo mandato consecutivo na prefeitura de Recife, entre os anos de 2005 e 2008. No mesmo período, foi eleito para a presidência da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e permaneceu no comando da entidade por dois biênios consecutivos (2005-2006, 2007-2008).

Em 2009, foi nomeado Secretário de Desenvolvimento e Articulação Regional do governo do estado de Pernambuco, durante o mandato do governador Eduardo Campos. No ano seguinte, disputou pela primeira vez uma vaga na Câmara dos Deputados e foi eleito deputado federal por Pernambuco, na legenda do PT. Desde que assumiu o mandato, atuou como titular nas seguintes comissões: Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania; Comissão Especial que discutiu o fator previdenciário; Comissão Especial que discutiu a Reforma Política; Comissão Especial destinada a proferir parecer à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) n. 10 A, de 1995, que “modifica o art. 45 da Constituição Federal e acrescenta parágrafos ao mesmo artigo”, criando o sistema distrital misto; Comissão Especial que estudou a Lei de Responsabilidade Educacional; Comissão Especial destinada a discutir o financiamento da saúde pública; Comissão Especial destinada a proferir parecer à PEC que assegurou o direito ao adicional noturno aos policiais militares, bombeiros militares e aos integrantes dos órgãos de segurança pública; Comissão Especial destinada a proferir parecer ao Projeto de Lei (PL) n. 5627, de 2013, que “altera o Decreto Lei n. 9760, de 5 de setembro de 1946, o Decreto Lei n. 2398, de 21 de dezembro de 1987, a Lei n. 9636, de 15 de maio de 1998, que dispôs sobre o parcelamento e a remissão de dívidas patrimoniais com a União; Comissão Especial destinada a proferir parecer à PEC  relativa à Zona Franca do Semiárido Nordestino; e Comissão Especial destinada a proferir parecer ao Projeto de Emenda Constitucional relativa à proibição de cobrança de impostos sobre insumos. Foi relator da Comissão Especial para proferir parecer à PEC que previa plano de metas para os Poderes Executivos.

Foi membro do Diretório Nacional do PT.

Foi casado com Luzia Jeanne, com quem teve três filhos.

Adrianna Setemy

 

FONTE: Portal da Câmara dos Deputados. Disponível em: <http://www2.camara.leg.br>. Acesso em 11/04/2014.

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados