JOSE DE MATOS CARVALHO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: CARVALHO, Matos
Nome Completo: JOSE DE MATOS CARVALHO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
CARVALHO, MATOS

CARVALHO, Matos

*gov. MA 1957-1961; dep. fed. MA 1963-1967.

 

José de Matos Carvalho nasceu em Barreirinhas (MA) no dia 2 de maio de 1905, filho de Joaquim Soeiro de Carvalho, comerciante e chefe político local, e de Jenuína de Matos Carvalho.

Mudando-se para São Luís, ingressou no Liceu Maranhense, onde concluiu os cursos secundário e médio. Transferindo-se para o Rio de Janeiro, então Distrito Federal, diplomou-se pela Faculdade Nacional de Medicina, atual Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

De volta ao Maranhão, com a eleição do governador Eugênio Barros (1951-1956), foi nomeado secretário de Educação e Cultura, cargo que exerceu até 1955, quando se desincompatibilizou a fim de concorrer à chefia do Executivo estadual pela legenda situacionista do Partido Social Democrático (PSD).

Nas eleições de outubro disputou o governo do estado tendo inicialmente Alexandre Alves Costa como seu companheiro de chapa. Entretanto, rompendo com o PSD, Costa passou a integrar a chapa oposicionista, encabeçada por Hugo da Cunha Machado. Seu antigo lugar foi ocupado pelo tenente-coronel Alexandre Sá Colares Moreira. Realizado o pleito, as duas facções reivindicaram a vitória. O PSD recusou-se a aceitar a eleição de Alexandre Costa, levando a questão à Justiça. A pendência prolongou-se até 9 de julho de 1957, quando finalmente foram empossados como governador e vice-governador, respectivamente, Matos Carvalho e Alexandre Costa, que recebera votação superior à de Colares Moreira. O novo governador compôs seu secretariado nomeando Newton de Barros Belo para a Secretaria do Interior e Justiça; Ivar Figueiredo Saldanha para a das Finanças; Cesário Guilherme Coimbra para a de Saúde e Assistência; e Elói Coelho Neto para a de Educação e Cultura.

Em março de 1958 Matos Carvalho esteve no Rio de Janeiro, junto com os governadores do Piauí, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará, em busca de auxílio federal para os estados do Nordeste, assolados por grave seca. Na reunião convocada pelo presidente Juscelino Kubitschek, e da qual participaram também parlamentares e religiosos nordestinos, foram acertadas algumas medidas imediatas, fortalecendo-se a idéia da implantação, efetivada no ano seguinte, da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), autarquia responsável pelo planejamento e coordenação do desenvolvimento da região.

Ao governo do Maranhão, em janeiro de 1961, para o seu ex-secretário Newton Belo, no pleito de outubro do ano seguinte Matos Carvalho foi eleito deputado federal pela legenda do PSD e, simultaneamente, suplente do senador Sebastião Archer da Silva. Assumindo a cadeira na Câmara em fevereiro de 1963, tornou-se vice-líder do partido em junho de 1965.

Com a extinção dos partidos políticos determinada pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e a posterior instauração do bipartidarismo, filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido de sustentação do regime militar vigente no país desde abril do ano anterior, sob cuja legenda elegeu-se segundo suplente do senador José Sarney, que deixando o governo do Maranhão conquistara uma cadeira na Câmara Alta.

Membro do diretório nacional e presidente do diretório regional do PSD, José Matos Carvalho foi vereador em São Luís, tendo presidido a Câmara Municipal, e conselheiro do Tribunal de Contas do estado.

Faleceu no dia 15 de maio de 1993.

Era casado com Ada Ferrari de Carvalho, com quem teve uma filha.

 

FONTES: CÂM. DEP. Anais; CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1946-1967); CÂM. DEP. Relação nominal dos senhores deputados; Encic. Mirador; IPC. Relação de parlamentares (1/1/92 a 18/8/98); MEIRELES, M. História; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (6).

 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados