JOSE DE SOUSA MARTINS FILHO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: MARTINS FILHO
Nome Completo: JOSE DE SOUSA MARTINS FILHO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
MARTINS FILHO

MARTINS FILHO

*sen. RN 1980-1987.

 

            José de Sousa Martins Filho nasceu em Umarizal (RN) no dia 9 de março de 1934, filho de José Abílio de Sousa Martins e Amabília Dias da Cunha Martins.

            Trabalhando na lavoura desde os 12 anos de idade, iniciou sua trajetória política elegendo-se em 1965 prefeito de sua cidade natal na coligação composta pelo Partido Social Democrático (PSD), União Democrática Nacional (UDN) e Partido Democrata Cristão (PDC). Exerceu o cargo até 1970. Em 1966, tornou-se presidente da Cooperativa Agrícola Mista do Médio-Oeste Potiguar, sediada em Umarizal, deixando o posto em 1981.

            Com a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e a posterior instauração do bipartidarismo, filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido de apoio ao regime militar instalado no país em abril de 1964. Em 1972, elegeu-se mais uma vez prefeito de Umarizal, exercendo o mandato entre 1973 e 1977. Em novembro de 1978, foi suplente do candidato vitorioso ao Senado, Jessé Pinto Freire, lançado pela Arena no pleito de novembro de 1978.

            Graduou-se em ciências jurídicas e sociais pela Faculdade de Direito de Sousa (VI Campus Universitário Federal da Paraíba) em 1979 e assumiu em seguida o cargo de tabelião público do 2º Cartório Judiciário da sede da comarca da cidade natal. Ainda em 1979, tornou-se presidente da Cooperativa Central do Rio Grande do Norte, cargo que ocuparia até o ano seguinte. Com a extinção do bipartidarismo em 29 de novembro de 1979 e a consequente reformulação partidária, filiou-se ao Partido Democrático Social (PDS), agremiação que sucedeu a Arena.

            Em outubro de 1980, em virtude do falecimento de Jessé Pinto Freire, assumiu sua vaga no Senado. No exercício do mandato foi membro suplente entre 1981-1983 e, posteriormente, titular das comissões de Minas e Energia e Justiça (1983 a 1986 e de 1984 a 1987, respectivamente), vice-presidente e presidente da Comissão de Serviço Público (1983-1984 e 1985-1986, respectivamente). Foi ainda suplente da Comissão de Relações Exteriores (1981-1987), vice-presidente da Comissão de Agricultura e membro titular das comissões de Finanças e Distrito Federal. Paralelamente, desempenhou as funções de secretário suplente da mesa diretora do Senado nos biênios 1983-1984 e 1985-1986.

            No Colégio Eleitoral reunido em 15 de janeiro de 1985 votou no candidato oposicionista Tancredo Neves, eleito novo presidente da República pela Aliança Democrática, uma união do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) com a dissidência do PDS abrigada na Frente Liberal. Contudo, Tancredo Neves não chegou a ser empossado na presidência, vindo a falecer em 21 de abril de 1985. Seu substituto foi o vice-presidente José Sarney, que já vinha exercendo interinamente o cargo desde 15 de março desse ano.

            Deixou o Senado em janeiro de 1987, sem apresentar sua candidatura à reeleição no pleito de novembro do ano anterior.

            Em 1996 tentou retornar à política, candidatando-se, pela legenda do PMDB, mais uma vez a prefeito de Umarizal. Contudo, foi derrotado por Manuel Paulo Cavalcanti, do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).

            Depois desta tentativa, abandonou a vida pública, dedicando-se a seus negócios no setor agropecuário.

            Em novembro de 2000, era diretor-geral da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Norte (Emater-RN).      Em 2002, ainda ocupava este cargo.    

            Casou-se com Maria da Conceição Dias de Sousa, com quem teve quatro filhos.

FONTES: INF. Ana Patrícia Dias; SENADO. Dados biográficos (1983-1987); Tribuna do Norte (5/9/01); www.emater.rn.gov.br (Acesso em 1/9/09); www.gestaoct.org.br (Acesso em 1/9/09); www.tse.gov.br (Acesso em 1/9/09); www2.uol.com.br/omossoroense (Acesso em 1/9/09).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados