JOSE GERARDO OLIVEIRA DE ARRUDA FILHO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: GERARDO, Zé
Nome Completo: JOSE GERARDO OLIVEIRA DE ARRUDA FILHO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
GERARDO, ZÉ

GERARDO, Zé

*dep. fed. CE 1995-1997, 2003-.

José Gerardo Oliveira de Arruda Filho nasceu em Fortaleza no dia 30 de abril de 1959, filho de José Gerardo Oliveira de Arruda e de Raimunda Coelho de Arruda.

Cursou o segundo grau no Colégio Equipe, em Fortaleza, entre 1974 e 1977.

Diretor-supervisor de obras da construtora Sancol, entre 1980 e 1982, ocupou, a partir desse último ano, a mesma função na Eletronorte. Secretário do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci) do Ceará entre 1982 e 1983, filiou-se, em 1985, ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), mesmo ano em que deixou a Eletronor, tornando-se sócio-gerente e diretor-presidente da Lívia Construtora Ltda., em Caucaia (CE). Ainda em 1985, tornou-se delegado no diretório municipal de Caucaia. Foi também diretor da Rádio Metropolitana em Fortaleza.

Diretor-presidente da ZGA Limpeza e Conservação, sediada em Fortaleza, depois sócio-gerente da Rádio Caiçara, com sede no município de Sobral (CE), e diretor-presidente da ZGA Mineração e Britagem Ltda. em Caucaia, entre 1993 e 1994, resolveu participar mais ativamente da política. Já desligado do PMDB e após breve passagem pelo Partido Social Cristão (PSC), entrou para o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).

Nas eleições de outubro de 1994, concorreu sob o cognome “Zé Gerardo” a uma cadeira de deputado federal pelo Ceará. Eleito, tendo como base eleitoral a região metropolitana de Fortaleza, iniciou o mandato em fevereiro de 1995. Membro da Comissão de Desenvolvimento Urbano e Interior (1995-1997), mostrou-se simpático ao projeto do governo Fernando Henrique Cardoso ao votar a favor da quebra do monopólio do gás canalizado (somente em primeiro turno), das telecomunicações e do petróleo. Foi a favor também da criação do Fundo Social de Emergência (FSE) e da redefinição do conceito de empresa nacional e faltou à votação sobre a abertura da navegação de cabotagem. Todas as propostas foram aprovadas pela Câmara.

Zé Gerardo engrossou a lista dos deputados faltosos que trocaram o plenário da Câmara pela campanha política em seus respectivos municípios e no pleito de outubro de 1996 disputou a prefeitura de Caucaia na legenda do PSDB. Eleito, foi substituído na Câmara pelo deputado Raimundo Matos, do PSDB, assumindo a prefeitura em 1º de janeiro de 1997.

Tentou a reeleição em Caucaia no pleito de outubro de 2000, mas foi derrotado pelo candidato Domingos Pontes, do Partido Progressista (PP). Deixou a prefeitura ao final do mandato, em dezembro, e também o PSDB, retornando ao PMDB.

Nas eleições de 2002, obteve novo mandato para a Câmara Federal, pelo Ceará, na legenda do PMDB. Na nova legislatura, assumiria, em 2004, a vice-liderança de seu partido.

Reelegeu-se deputado federal no pleito de 2006, tomando posse do novo mandato em 1º de fevereiro de 2007.

Ainda em 2007, Zé Gerardo respondia a duas ações penais e a três inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF) por crime de responsabilidade, em ações relacionadas à prestação de contas e desvio de verbas públicas durante sua gestão na Prefeitura de Caucaia (CE). 

Casou-se com Inês Maria Correia de Alcântara, com quem teve três filhos.

 

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1995-1999); G1. Portal de Notícias da Globo. Disponível em : <http://g1.globo.com/Noticias/Politica/0,,MUL2664-5601,00.html;>. Acesso em : 17 jul. 2009; Jornal do Brasil (4/6/96); Olho no Congresso/Folha (31/1/95, 14/1/96, 30/1/97); Portal da Câmara dos Deputados. Disponível em : <http://www2.camara.gov.br/internet/deputados/biodeputado/index.html?nome=Z% C9+GERARDO&leg=53>. Acesso em : 17 jul. 2009; Portal do TSE. Disponível em : <http://www.tse.gov.br/internet/eleicoes/2000/result_blank.htm>. Acesso em : 17 jul. 2009.

 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados