JOSE MOREIRA LUSTOSA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: MOREIRA, Zuca
Nome Completo: JOSE MOREIRA LUSTOSA

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
MOREIRA, ZUCA

MOREIRA, Zuca

*dep. fed. PB 1991 e 1992-1995.

José Moreira Lustosa, conhecido como Zuca Moreira, nasceu em Cajazeiras (PB) no dia 7 de setembro de 1935, filho de Alvino Moreira Lustosa e de Francisca Moreira Lustosa.

Médico e professor, em 1959 ingressou na Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Paraíba (Ufpb), em João Pessoa, a qual viria a concluir em 1964. No ano seguinte fez um curso de especialização em anestesia em Salvador. Em 1980 assumiu a presidência da Cooperativa de Trabalho Médico da Unimed em João Pessoa, na qual permaneceria até 1982. Nesse ano, após deixar essa função, tornou-se diretor-técnico da Maternidade do Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social (INAMPS) da capital paraibana. Em 1985 assumiu o cargo de diretor-técnico do Hospital Universitário, no qual permaneceria até o ano seguinte, e a chefia do Departamento de Cirurgia do Centro de Controle da Saúde (CCS) da Ufpb, também em João Pessoa.

Filiando-se ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), em 1990 deixou o cargo de diretor-técnico da Maternidade do INAMPS e a chefia do Departamento de Cirurgia do CCS da Ufpb, para concorrer a uma cadeira na Câmara dos Deputados. No pleito de outubro desse ano elegeu-se deputado federal pela Paraíba, na legenda peemedebista. Assumindo seu mandato em fevereiro de 1991, no dia 16 de março seguinte licenciou-se da Câmara para exercer o cargo de secretário de Saúde de seu estado no governo de Ronaldo Cunha Lima (1991-1994). Permaneceria à frente dessa secretaria até agosto de 1992, quando reassumiu seu mandato.

Na sessão da Câmara dos Deputados de 29 de setembro desse ano, votou a favor da abertura do processo de impeachment do presidente Fernando Collor (1990-1992), acusado de envolvimento num amplo esquema de corrupção no governo, sob o comando de Paulo César Farias, o PC, ex-tesoureiro de campanha do presidente. Em 2 de outubro, Collor deixou o governo, sendo substituído interinamente pelo vice-presidente Itamar Franco. No dia 29 de dezembro desse ano, horas antes da votação, pelo Senado, do seu afastamento, Collor apresentou sua renúncia, que não foi aceita pela mesa diretora dessa casa do Congresso. Em seguida, o plenário da Câmara Alta aprovou o impeachment, e, em conseqüência, Collor teve os seus direitos políticos suspensos por oito anos e Itamar foi efetivado na chefia do Executivo brasileiro.

Deixando de concorrer à reeleição no pleito de outubro de 1994, Zuca Moreira exerceu seu mandato até o fim de janeiro de 1995, quando se encerrou a legislatura, retomando, em seguida, suas atividades de médico.

Casou-se com Maria de Lurdes Fernandes Moreira, com quem teve quatro filhos.

FONTES: CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1991-1995); Globo (30/9/92).

 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados