KAPÁZ, Emerson

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: KAPÁZ, Emerson
Nome Completo: KAPÁZ, Emerson

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
KAPÁZ, Emerson

KAPAZ, Emerson

* dep. fed. SP 1999-2003

 

Emerson Kapaz nasceu em 5 de março de 1955 na cidade de São Paulo, filho de Eliano Kapaz e de Claudete Lattuf Kapaz.

Cursou engenharia civil na Universidade Mackenzie de 1973 a 1978, e nesse último ano tornou-se sócio-gerente da empresa paulista Elka Plásticos. De 1983 a 1986 fez pós-graduação em administração de empresas na Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Empresário do setor de brinquedos, de 1985 a 1989 foi presidente do Sindicato das Indústrias de Instrumentos Musicais e Brinquedos de São Paulo. A partir do final dos anos 1980 foi um dos principais líderes do Pensamento Nacional das Bases Empresariais (PNBE), e de 1992 a 1994 foi presidente da Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos (Abrinq). No período de 1° de janeiro de 1995 a 2 de abril de 1996, chefiou a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo, e, de 1995 a 1997, foi representante da sociedade civil no Conselho da República. De 1998 a 2001 foi vice-presidente do Centro das Indústrias de São Paulo (CIESP).

Filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) desde 1995, foi eleito deputado federal por São Paulo nessa legenda em 1998, com 74.818 votos. Assumiu o mandato em fevereiro de 1999 e logo foi indicado vice-líder do partido na Câmara dos Deputados. Ao longo da legislatura participou de várias comissões: foi terceiro vice-presidente da comissão de Economia, Indústria e Comércio, membro da Comissão de Indústria, Comércio e Turismo e suplente da Comissão de Finanças e Tributação. Também fez parte de várias comissões especiais, como a da Área de Livre Comércio das Américas (ALCA) e a de Combate à Violência, e da Frente Parlamentar pela Criança.

Interessado em concorrer à prefeitura de São Paulo nas eleições de 2000, deixou o PSDB – que preferia lançar Geraldo Alckmin – pelo Partido Popular Socialista (PPS), aproveitando para criticar a gestão tucana no governo federal, e afirmando que o PSDB já não correspondia ao ideário social democrata. Apresentou-se pré-candidato e foi apontado como preferido em consulta aos membros do PPS, em detrimento do outro pré-candidato, Mangabeira Unger. A direção do partido oficializou sua candidatura, mas após lançá-la oficialmente, Kapaz desistiu dela para concorrer a vice-prefeito na chapa de Luísa Erundina com o apoio da coligação entre o Partido Socialista Brasileiro (PSB), o Partido Democrático Trabalhista (PDT) e o PPS. A chapa acabou ficando em quinto lugar. Depois da derrota, Kapaz assumiu a vice-liderança do bloco PDT/PPS na Câmara no biênio 2001-2002. Neste último ano 2002, criou e tornou-se presidente da ALEK Consultoria Empresarial – função que exerce até a atualidade –, que atua nas áreas de resíduos sólidos, relações institucionais e governamentais, e governança corporativa.

Em janeiro de 2003, ao fim da legislatura, deixou a Câmara dos Deputados. Ainda em 2003, criou a organização não governamental (ONG) Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (Etco), que tem entre seus colaboradores a Shell, a AmBev, a Sousa Cruz e a BR Distribuidora, e defendeu as ações antissonegação da Polícia Federal (PF).

No dia 15 de agosto de 2006, foi citado pela comissão parlamentar de inquérito (CPI) que apurou as atividades da “máfia das ambulâncias”, na qual vários deputados foram acusados de ter apresentado emendas ao Orçamento que permitiram fraudes em licitações para a compra de ambulâncias com dinheiro público a preços superfaturados. No dia 31 do mesmo mês, o parlamentar foi denunciado pelo Ministério Público Federal do Mato Grosso com base na lista de suspeitos da citada CPI. Afastou-se então da campanha de Geraldo Alckmin, candidato do PSDB a governador de São Paulo, da qual era o principal arrecadador de contribuições entre o empresariado paulista, tendo renunciado também ao cargo de diretor da Etco.

Em 2008 seu nome foi informalmente cogitado para vice de Marta Suplicy na corrida pela prefeitura de São Paulo, numa tentativa de diminuir a rejeição do empresariado em relação à candidata Partido dos Trabalhadores (PT).

Em novembro de 2010, como presidente da empresa Eco Solar do Brasil, Emerson Kapaz anunciou a construção da primeira fábrica de painéis de geração solar da América do Sul. O anúncio foi feito após assinatura de um acordo de colaboração com diretores da empresa energética suíça Oerlikon, com investimento total previsto de R$500 milhões. No entanto, o ex-deputado permaneceu por pouco tempo à frente da empresa, se desligando dela em 2013, antes mesmo que a que a fábrica tivesse sido concluída.

Atualmente é chefe de relações públicas da consultoria KREAB, e presidente do conselho da Manaus Ambiental, empresa operadora de serviços públicos de abastecimento de água e esgoto.

 

FONTES: Portal Congresso em Foco. Disponível em: <http://congressoemfoco.uol.com.br>. Acesso em 18/07/2015; Portal Folha de São Paulo. Disponível em: <http://www.folha.uol.com.br/ >. Acesso em 18/11/2009 e 18/07/2015; Portal O Globo. Disponível em: <http://oglobo.globo.com>. Acesso em 18/07/2015; Portal Consultoria KREAB. Disponível em: <kreab.com/brasilia/pt/people>. Acesso em 18/07/2015; Portal Linkedin. Disponível em: <br.linkedin.com/>. Acesso em 18/07/2015; Portal Manaus Ambiental. Disponível em: <manausambiental.com.br>. Acesso em: 18/07/2015; Portal do PPS. Disponível em: <http://portal.pps.org.br/>. Acesso em 18/11/2009; Portal da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação de SP. Disponível em: <desenvolvimento.sp.gov.br/secretario-de-estado>. Acesso em 18/07/2015; Portal do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo. Disponível em: <http://www.tre-sp.jus.br>. Acesso em 18/11/2008; Portal VoteBrasil.com. Disponível em: <http://www.votebrasil.com/?f >.  

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados