LAMARTINE POSELLA SOBRINHO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: POSELLA, Lamartine
Nome Completo: LAMARTINE POSELLA SOBRINHO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
POSELLA, LAMARTINE

POSELLA, Lamartine

*dep. fed. SP 1997-2003.

Lamartine Posella Sobrinho nasceu em Campinas (SP) no dia 3 de maio de 1961, filho de Lêndoga Posella e de Rosa Carnevalli Posella.

Teólogo formado pelo Seminário Bíblico Palavra Viva de Atibaia (SP), foi professor da instituição entre 1986 e 1988. Em 1987 fundou e assumiu a presidência da Igreja Batista Palavra Viva, onde também atuaria como pastor durante nove anos.

Ingressou na política no ano de 1993, filiando-se ao Partido Progressista (PP). Também no mesmo período, passou a apresentar programas evangélicos em diversos canais da televisão brasileira e se tornou com essa atividade líder dos Comunicadores Evangélicos de São Paulo, função que exerceria por um ano.

No pleito de outubro de 1994, Posella candidatou-se a deputado federal por São Paulo na legenda do PP, obtendo apenas uma suplência. Em agosto do ano seguinte, com a fusão do Partido Progressista Reformador (PPR) com o PP, aderiu ao recém-fundado Partido Progressista Brasileiro (PPB). Foi empossado na Câmara dos Deputados em 2 de janeiro de 1997, em substituição a Beto Mansur que se elegera prefeito de Santos (SP) nas eleições municipais do ano anterior. Participou dos trabalhos legislativos como vice-líder do PPB na Câmara e membro das comissões de Economia, Indústria e Comércio e de Seguridade Social e Família.

Em janeiro/fevereiro de 1997, votou a favor da emenda da reeleição para presidente da República, governadores e prefeitos e em novembro seguinte foi favorável à quebra da estabilidade do servidor público, item da reforma administrativa.

No pleito de outubro de 1998, candidatou-se à reeleição, pela legenda do PPB, sendo bem-sucedido. Em novembro desse ano, votou a favor do teto de 1.200 reais para aposentadorias no setor público e votou contra o estabelecimento de idade mínima e tempo de contribuição para o setor privado, itens que definiram a reforma da previdência. Iniciou seu novo mandato em fevereiro de 1999. Nesse ano filiou-se ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). Nessa legislatura, votou contra a criação da Lei de Responsabilidade Fiscal e a prorrogação da CPMF até 2004 encaminhadas pelo presidente Fernando Henrique Cardoso (1995-2003).

Em outubro de 2000, candidatou-se a vice-prefeito da cidade de São Paulo na chapa encabeçada por Romeu Tuma, do Partido da Frente Liberal (PFL), mas a candidatura não foi bem sucedida. Em outubro de 2002 concorreu ao governo de São Paulo, pelo PMDB, contudo não obteve êxito.  Deixou a Câmara dos Deputados em janeiro de 2003, ao final da legislatura.

Como teólogo, foi palestrante de vários seminários e conferências evangélicas realizadas no Brasil e no exterior.

Casou-se com Lílian Tavares Marques Posella, com quem teve uma filha.

Publicou os livros O céu na terra: um projeto de conquista (1998) e Reflexões para o 3º milênio (1999).

Sabrina Guerghe

FONTES: CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1991-1995); Estado de S. Paulo (8/10/98); Folha de S. Paulo (30/1/97, 29/9 e 6/11/98); TRIB. SUP. ELEIT. Dados (1998); TSE (Eleições 2000); Fundação SEADE.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados