LEMGRUBER FILHO, LAURINDO AUGUSTO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: LEMGRUBER FILHO, Laurindo Augusto
Nome Completo: LEMGRUBER FILHO, LAURINDO AUGUSTO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
LEMGRUBER FILHO, LAURINDO AUGUSTO

LEMGRUBER FILHO, Laurindo Augusto

*dep. fed. RJ 1918-1920 e 1930; const. 1934; dep. fed. RJ 1935-1937.

 

Laurindo Augusto Lemgruber Filho nasceu em Cantagalo (RJ) no dia 2 de abril de 1888, filho de Laurindo Augusto Lemgruber e de Raquel Lemgruber.

Fez os primeiros estudos no Colégio Anchieta, em Nova Friburgo (RJ), diplomando-se em letras em 1905. Em 1910 trabalhou como amanuense na Secretaria de Polícia do Rio de Janeiro, então Distrito Federal, tornando-se a seguir secretário do chefe de polícia. Bacharelou-se pela Faculdade de Direito do Rio de Janeiro em 1911 e, de 1912 a 1914, exerceu a função de oficial-de-gabinete do ministro da Viação, José Joaquim Seabra.

Alinhado entre os partidários de Nilo Peçanha, foi deputado à Assembléia fluminense de 1915 a 1918 e deputado federal pelo estado do Rio de Janeiro de 1918 a 1920. Simpatizante da Revolta de 5 de Julho de 1922, que deu início às revoltas tenentistas da década de 1920, foi detido em agosto, permanecendo no cárcere até janeiro de 1924. A partir de 1929, integrou a campanha da Aliança Liberal no estado do Rio de Janeiro, elegendo-se novamente deputado federal em março de 1930. Com a vitória da revolução em outubro desse ano, entretanto, teve seu mandato interrompido.

No pleito de maio de 1933, elegeu-se segundo suplente de deputado pelo Rio de Janeiro à Assembléia Nacional Constituinte na legenda do Partido Popular Radical (PPR), assumindo o mandato desde o início dos trabalhos constituintes, em novembro do mesmo ano. Na Constituinte, apoiou João Alberto Lins de Barros, que, em fevereiro de 1934, protestou contra a inversão dos trabalhos — ou seja, a eleição do presidente antes da promulgação da nova Carta — e declarou que a revolução certamente teria de reiniciar pelas armas o movimento de salvação do país. Participou ainda de reunião com deputados de diversos partidos em junho de 1934, na qual se definiu que a Assembléia Constituinte não se transformaria em Câmara legislativa ordinária. Com a promulgação da Constituição em 16 de julho de 1934, teve seu mandato estendido até maio do ano seguinte. Em outubro de 1934, voltou a eleger-se deputado federal pelo Rio de Janeiro na legenda do PPR, exercendo o novo mandato de maio de 1935 a 10 de novembro de 1937, quando, com o advento do Estado Novo, os órgãos legislativos do país foram suprimidos.

Foi também proprietário agrícola em Cantagalo.

Faleceu no dia 1º de setembro de 1963.

Era casado com Ítala Cordovil Lemgruber.

 

 

FONTES: ASSEMB. NAC. CONST. 1934. Anais; Boletim Min. Trab. (5/36); CÂM. DEP. Deputados; CONSULT. MAGALHÃES, B.; Diário do Congresso Nacional; FUND. GETULIO VARGAS. Cronologia da Assembléia; GODINHO, V. Constituintes.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados