LIMA, ARISTOTELES BAYARD DE

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: LIMA, Aristotéles Bayard de
Nome Completo: LIMA, ARISTOTELES BAYARD DE

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
LIMA, ARISTOTÉLES BAYARD DE

LIMA, Aristotéles Bayard de

*militar; const. 1946; dep. fed. RS 1946-1951 e 1956.

 

Aristóteles Bayard Lucas de Lima nasceu em Bajé (RS) no dia 18 de maio de 1906, filho de Vicente Lucas de Lima e de Matilde Martins de Lima.

Realizou os estudos iniciais no Ginásio Nossa Senhora Auxiliadora, no Colégio Agostinho Cruz e no Ginásio Júlio de Castilhos, transferindo-se posteriormente para o Rio de Janeiro, então Distrito Federal, onde sentou praça em janeiro de 1921, ingressando na Escola Militar do Realengo. Como aluno desse estabelecimento de ensino militar, participou da Revolta de 5 de Julho de 1922, também conhecida como o Levante dos 18 do Forte, que deu início ao ciclo de rebeliões tenentistas da década de 1920, tendo sido por isso afastado do Exército. Diplomou-se em 1930 pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro e, também no mesmo ano, foi anistiado, retornando ao Exército no posto de primeiro-tenente-médico. Em 1934 foi promovido a capitão.

Prefeito de Uruguaiana (RS) de 1939 a 1945, no pleito de dezembro deste último ano elegeu-se segundo suplente de deputado pelo Rio Grande do Sul à Assembléia Nacional Constituinte (PSD) na legenda do Partido Social Democrático (PSD). Assumindo o mandato em maio de 1946 em substituição a Batista Luzardo, que se licenciara para assumir a embaixada do Brasil na Argentina, Bayard de Lima participou dos trabalhos constituintes e, após a promulgação da nova Carta (18/9/1946), exerceu o mandato ordinário. Nessa legislatura foi membro da Comissão Permanente de Saúde Pública da Câmara dos Deputados.

Promovido a major em setembro de 1950, no mês seguinte elegeu-se oitavo suplente de deputado federal por seu estado, sempre na legenda do PSD. Deixou a Câmara ao final de seu mandato em janeiro de 1951 e nesse mesmo mês foi promovido a tenente-coronel. No pleito de outubro de 1954, concorreu novamente à Câmara Federal na mesma legenda, obtendo a terceira suplência. Promovido a coronel em dezembro de 1954, ocupou uma cadeira de julho a agosto de 1956.

Transferido para a reserva do Exército no posto de general-de-divisão em 1957, foi o primeiro secretário de Saúde e Educação de Brasília, tendo ocupado interinamente a prefeitura da cidade de 1º a 6 de fevereiro de 1961, logo após a posse do presidente Jânio Quadros.

Faleceu em Brasília no dia 11 de dezembro de 1995.

Era casado com Ceci D’Arriaga Lima, neta de Manuel D’Arriaga, primeiro presidente de Portugal. Teve dois filhos.

 

FONTES: BRAGA, S. Quem foi quem; CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1946-1967); CÂM. DEP. Relação dos dep.; Correio Brasiliense (5/11/69); Diário do Congresso Nacional; Jornal do Brasil (23/10/80 e 12/12/95); MIN. GUERRA. Almanaque (1957); Movimento de 5; Personalidades; SILVA, G. Constituinte; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (1).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados