LUIS CAETANO PEREIRA GUIMARAES FILHO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: GUIMARÃES FILHO, Luís
Nome Completo: LUIS CAETANO PEREIRA GUIMARAES FILHO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
GUIMARÃES FILHO, LUÍS

GUIMARÃES FILHO, Luís

*diplomata; emb. Bras. Argentina 1938.

 

Luís Caetano Pereira Guimarães Filho nasceu no Rio de Janeiro, então capital do Império, no dia 30 de outubro de 1876, filho do poeta, acadêmico e diplomata Luís Guimarães Júnior.

Bacharel em filosofia pela Universidade de Coimbra, em Portugal, ainda universitário publicou três livros de poesia: Versos íntimos, em 1894, Livro de minha alma, 1895, e Idílios chineses, 1897. Neste último ano retornou ao Brasil e em 1898 iniciou sua carreira diplomática como adido à legação brasileira no México até 1901. De volta ao Brasil, foi promovido em janeiro de 1902 a segundo-secretário do corpo diplomático e em seguida transferido para Tóquio, onde atuou como encarregado de negócios até junho de 1906. Nesse mesmo ano, foi transferido para Pequim, também como encarregado de negócios, permanecendo na capital chinesa até novembro de 1910. Promovido a primeiro-secretário em maio de 1911, em dezembro desse ano foi nomeado encarregado dos negócios brasileiros em Havana, Cuba. A partir de junho de 1913 passou a exercer a mesma função em Berna, na Suíça, tornando-se ministro residente em junho de 1914. Nessa condição em outubro foi transferido para Caracas, na Venezuela, lá permanecendo até junho de 1916. Retornando ao Brasil nesse mesmo ano, foi colocado à disposição do Ministério das Relações Exteriores, servindo como introdutor diplomático até 1917. Em julho desse ano tomou posse na cadeira número 24 da Academia Brasileira de Letras, na vaga de Garcia Redondo.

Ainda em 1917 foi promovido a ministro plenipotenciário, viajando, nessa condição, em junho de 1920, para Montevidéu, onde serviu até outubro de 1923. Em maio de 1925 foi removido para Haia, na Holanda, onde permaneceu até março de 1929. Em abril desse ano foi transferido para Madri e em julho retornou ao Brasil.

De volta a Madri em abril de 1931, ainda como ministro plenipotenciário, no ano seguinte representou o Brasil na Conferência Internacional do Rádio e no conselho de administração da Organização Internacional do Trabalho. Foi também representante brasileiro ao Congresso Internacional de Repartições Oficiais de Imprensa, realizado naquela capital em outubro de 1933. Em dezembro deste último ano assumiu o cargo de embaixador do Brasil na Espanha, que ocupou até dezembro de 1934. Foi transferido em seguida para a representação do Brasil no Vaticano, onde ficou como embaixador até setembro de 1937. De volta ao Brasil, foi designado em fevereiro de 1938 embaixador na Argentina, em substituição a José Bonifácio de Andrada e Silva, lá permanecendo apenas cinco meses. Em julho deixou o cargo, sendo substituído por José de Paula Rodrigues Alves.

Foi ainda membro da Academia de Ciências de Lisboa e da Real Academia Espanhola, além de redator do jornal carioca Gazeta de Notícias.

Faleceu em Petrópolis (RJ) no dia 20 de abril de 1940.

Além das obras citadas, entre poesias, prosas e crônicas, publicou A aranha e a mosca (1899), Ave Maria (1900), Uma página do “Quo Vadis” (1901), Pedras preciosas (1906), Samurais e mandarins (1911), Cantos de luz (1919), A Holanda (1927), Santa Teresinha (1930), Brasil, terra da promissão (1930), Fra Angélico (1938), Mala diplomática e Últimas páginas.

 

 

FONTES: AUTUORI, L. Quarenta; COELHO, J. Dic.; CONSULT. MAGALHÃES, B.; Encic. Mirador; GUIMARÃES, A. Dic.; MENESES, R. Dic.; MIN. REL. EXT. Almanaque; MIN. REL. EXT. Anuário; NEVES, F. Academia; Personalidades; RIBEIRO FILHO, J. Dic.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados