MACHADO, ANTONIO DE MELO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: MACHADO, Antônio de Melo
Nome Completo: MACHADO, ANTONIO DE MELO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
MACHADO, ANTÔNIO DE MELO

MACHADO, Antônio de Melo

*const. 1934; dep. fed. AL 1935-1937.

 

Antônio de Melo Machado nasceu em Maceió no dia 20 de abril de 1878, filho de José Teixeira Machado e de Maria Melo Machado. Seu pai foi banqueiro, comerciante, industrial e agricultor.

Fez o curso de humanidades no Liceu Alagoano, bacharelando-se em ciências jurídicas e sociais pela Faculdade de Direito do Recife em 1901.

Tornou-se juiz municipal e mais tarde juiz de direito em sua cidade natal, passando também a lecionar no Liceu Alagoano. Em seguida dedicou-se ao comércio e à indústria, presidindo a Associação Comercial de Maceió e dirigindo a Companhia União Mercantil e a Companhia Trilhos Urbanos. Em 1922 chefiou em Alagoas a campanha da Reação Republicana, que patrocinou a candidatura presidencial de Nilo Peçanha, afinal derrotado por Artur Bernardes. Nesse mesmo ano, elegeu-se deputado estadual.

No pleito de maio de 1933 elegeu-se deputado à Assembleia Nacional Constituinte por seu estado na legenda do Partido Nacional de Alagoas. Assumindo sua cadeira em novembro seguinte, participou dos trabalhos constituintes e, com a promulgação da nova Carta (17/7/1934), teve seu mandato prorrogado até maio do ano seguinte. Elegendo-se deputado federal na mesma legenda em outubro de 1934, permaneceu na Câmara e durante essa legislatura tornou-se membro da Comissão de Assistência Social. Teve seu mandato interrompido em novembro de 1937, quando o advento do Estado Novo suprimiu os órgãos legislativos do país.

Foi presidente de várias instituições de caridade e provedor da Santa Casa da Misericórdia em Maceió.

Abandonando a carreira política passou a se dedicar à construção civil, já residindo no Rio de Janeiro, então Distrito Federal.

Faleceu no Rio de Janeiro no dia 14 de junho de 1950.

Era casado com Clotilde Carvalho, com quem teve um filho. Sua esposa era irmã do capitão Francisco Afonso Carvalho, interventor federal em Alagoas entre 1933 e 1934.

 

FONTES: ASSEMB. NAC. CONST. 1934. Anais (1); Boletim Min. Trab. (5/36); CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Relação nominal; Câm. Dep. seus componentes; Diário do Congresso Nacional; GODINHO, V. Constituintes; INF. Francisco Amorim.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados