MACHADO SOBRINHO, LUIS GONZAGA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: MACHADO SOBRINHO, Luís Gonzaga
Nome Completo: MACHADO SOBRINHO, LUIS GONZAGA

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
MACHADO SOBRINHO, LUÍS GONZAGA

MACHADO SOBRINHO, Luís Gonzaga

*dep. fed. MG 1951-1957.

 

Luís Gonzaga Machado Sobrinho nasceu em Juiz de Fora (MG) no dia 28 de fevereiro de 1906, filho do jornalista e professor Antônio Vieira de Araújo Machado Sobrinho e de Ana Cândida Alves Machado Sobrinho.

Em sua cidade natal, formou-se em ciências contábeis pelo Instituto Comercial Mineiro, fundado por seu pai. Mais tarde, ingressou na Faculdade Nacional de Direito da Universidade do Brasil, no Rio de Janeiro, então Distrito Federal, bacharelando-se em ciências jurídicas e sociais em 1935 e especializando-se em administração comercial e economia de empresas. Ainda estudante, fizera campanha na Zona da Mata mineira para a Aliança Liberal.

Na década de 1940, criou no Rio de Janeiro a Organização Machado Sobrinho, prestadora de serviços de advocacia, contabilidade e procuratórios, com representação em todas as capitais do país. Um dos fundadores do Centro Mineiro do Rio de Janeiro, tornou-se presidente da instituição em 1946.

Iniciando sua vida política no pleito de outubro de 1950, elegeu-se deputado federal pelo estado de Minas Gerais pela legenda do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), assumindo o mandato em fevereiro de 1951. Nas eleições de outubro de 1954, obteve a segunda suplência pela legenda do mesmo partido, deixando sua cadeira em janeiro de 1955. Voltou a exercer o mandato de setembro de 1955 a janeiro de 1956, de novembro de 1956 a fevereiro de 1957 e de junho a julho desse mesmo ano. Durante passagem pela Câmara, manifestou-se em defesa de João Goulart e do trabalhismo. Como deputado federal, foi vice-presidente da Comissão de Energia Elétrica, relator da Comissão de Tomada de Contas da Presidência da República e membro titular das comissões do Polígono das Secas, de Segurança Nacional e de Estudos do Vale do Paraíso e da Bacia do São Francisco.

Foi secretário-geral e diretor do Instituto Comercial Mineiro, que transformou em Escola Técnica de Comércio e Colégio Machado Sobrinho, em homenagem a seu pai, e fundou e presidiu até sua morte a Sociedade Educacional Machado Sobrinho de Juiz de Fora. Membro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), do Instituto Mineiro de Contabilidade, da Academia Mineira de Ciências Contábeis e Atuariais, da Academia Belo-Horizontina de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais (IHGMG), presidiu ainda o Sindicato dos Contabilistas do Rio de Janeiro e trabalhou como técnico do Departamento Administrativo do Serviço Público (DASP). Além disso, atuou como advogado frente à Justiça do Trabalho e exerceu o magistério em instituições de ensino médio em Juiz de Fora e no Rio de Janeiro e na Universidade do Brasil, da qual fora catedrático de ciências da administração, direito civil e comercial e de contabilidade pública.

Luís Gonzaga Machado Sobrinho faleceu no Rio de Janeiro no dia 18 de julho de 1957.

Era casado com Isabel Tavares Machado Sobrinho.

Além dos artigos como colaborador em várias revistas técnicas, publicou Mensagem às instituições culturais e assistenciais do estado de Minas Gerais (1952), A serviço de Minas e dos trabalhadores (1955) e Diretrizes fundamentais do trabalhismo brasileiro (1955).

 

FONTES: ASSEMB. LEGISL. MG. Dicionário biográfico; AUDRÁ, A. Bancada; CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1946-1967); CISNEIROS, A. Parlamentares; Rev. Arq. Públ. Mineiro (12/76); TRIB. SUP. ELEIT. Dados (2 e 3).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados