MACIEL, ADELIO DIAS

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: MACIEL, Adélio Dias
Nome Completo: MACIEL, ADELIO DIAS

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
MACIEL, ADÉLIO DIAS

MACIEL, Adélio Dias

*const. 1934; dep. fed. MG 1935-1937.

 

Adélio Dias Maciel nasceu em Patos de Minas (MG) no dia 18 de janeiro de 1889, filho do coronel Farnese Dias Maciel e de Adelaide Caixeta Maciel. Seu tio, Olegário Maciel, foi deputado federal de 1894 a 1910, senador em 1930 e presidente de Minas de 1930 a 1933. Seu irmão, Leopoldo Dias Maciel, foi deputado federal de 1947 a 1950, de 1951 a 1955, de 1961 a 1962 e, finalmente, de 1965 a 1966. Seu primo, Lisânias Dias Maciel, foi deputado federal pela Guanabara (1971-1975) e pelo Rio de Janeiro (1975-1976, 1987-1991, 1991-1992) e constituinte (1987-1988).

Adélio Dias Maciel cursou o Ginásio Mineiro em Ouro Preto (MG) e o Ginásio Salesiano e o Colégio Dom Bosco em Cachoeira de Campos (MG). Formou-se em janeiro de 1914 pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro. Após concluir o curso universitário, retornou à sua cidade natal e começou a clinicar.

Iniciou sua carreira política elegendo-se em 1918 deputado estadual em Minas Gerais. Reeleito para as legislaturas de 1923 a 1927 e de 1927 a 1930, participou por vários anos da Comissão de Redação e Leis da Assembleia mineira, exercendo em 1930 a vice-presidência da casa. Depois da Revolução de 1930, elegeu-se, em maio de 1933, deputado por Minas Gerais à Assembleia Nacional Constituinte. Assumindo sua cadeira em novembro do mesmo ano, participou dos trabalhos constituintes e, com a promulgação da nova Carta em julho de 1934, teve seu mandato prorrogado até maio do ano seguinte. No pleito de outubro de 1934, elegeu-se deputado federal pela legenda do Partido Progressista (PP) de Minas Gerais, exercendo o mandato até novembro de 1937, quando o advento do Estado Novo suprimiu os órgãos legislativos do país. Em seguida, afastou-se da política e passou a dedicar-se à medicina e ao trabalho no Hospital Antônio Dias, em sua terra natal.

Retornou às atividades partidárias somente após a queda de Getúlio Vargas e o fim do Estado Novo em 29 de outubro de 1945. Filiado ao Partido Social Democrático (PSD), trabalhou pela conciliação das correntes políticas de sua família com os Borges em Patos de Minas. Apesar disso, não mais voltou a se candidatar a um cargo eletivo.

Faleceu em Patos de Minas no dia 9 de agosto de 1953.

Era casado em primeiras núpcias com Maria Madalena de Melo Maciel e, em segundas, com Vanda Magalhães Maciel.

 

FONTES: ASSEMB. LEGISL. MG. Dicionário biográfico; ASSEMB. NAC. CONST. 1934. Anais (1); Boletim Min. Trab. (5/36); CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Relação nominal; Câm. Dep. seus componentes; CONSULT. RAMOS, P.; Diário do Congresso Nacional; GODINHO, V. Constituintes; Rev. Arq. Públ. Mineiro (12/76).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados