MAIA, Bismarck

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: MAIA, Bismarck
Nome Completo: MAIA, Bismarck

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
Mucio Sá DOSSIÊ

MAIA, Bismarck

* dep. fed. CE 2003-2007

               

Bismarck Costa Lima Pinheiro Maia nasceu em Fortaleza (CE), no dia 31 de julho de 1957, filho de Salomão Mussolini Pinheiro Maia e Alair Costa Lima Pinheiro Maia.

Cursou Administração de Empresas em diferentes universidades, sem concluir a graduação. Iniciou sua trajetória política em 1985, quando se filiou ao Partido Democrático Social (PDS). Na legenda desse partido, candidatou-se em 1986 a deputado estadual e recebeu 13.882 votos, que lhe garantiram a condição de suplente na Assembléia Legislativa do Ceará. Em 1987 se tornou filiado ao Partido Municipalista Brasileiro (PMB) e em 1989 filiou-se ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).

Em 1990 tomou posse do cargo de deputado estadual. Entre os anos de 1991 e 1995 ocupou o cargo de diretor da Companhia de Desenvolvimento Industrial e Turístico do Ceará. Em 1995 tornou-se diretor do Instituto Brasileiro de Turismo (EMBRATUR), permanecendo no cargo até 2002. Em outubro desse mesmo ano candidatou-se à Câmara dos Deputados e foi eleito com 158.827 votos a quarta melhor votação do estado para o cargo de deputado federal.

Assumiu seu mandato parlamentar em fevereiro de 2003, ano em que se tornou vice-líder do PSDB. Em agosto, por ocasião da votação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados, votou a favor da proposta apresentada pelo Governo Luís Inácio Lula da Silva (2003-2007), aprovada em dois turnos no Congresso e encaminhada ao Senado Federal. Em dezembro o então presidente do Senado, José Sarney (PMDB), promulgou a emenda constitucional que alterou o sistema previdenciário do país, especialmente quanto às regras relativas a aposentadorias e pensões, previdência complementar, paridade entre funcionários públicos ativos e inativos, e contribuição de estados e municípios.

Ao longo de 2003 atuou ainda como membro da comissão especial para a proposta de emenda constitucional (PEC), encaminhada ao Senado Federal, que dispunha sobre percentual de despesas do legislativo municipal. Passou a integrar também a Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização do Congresso Nacional, permanecendo nessa função por quatro anos. Além disso, apresentou à Câmara dos Deputados projeto de lei (PL), em tramitação na Casa, que visa conceder descontos nas mensalidades escolares de irmãos matriculados em um mesmo estabelecimento particular de ensino.

No decorrer de 2004 tornou-se Secretário Geral do PSDB, com mandato até o ano seguinte. Em 2005, quando da escolha de novos integrantes para as comissões permanentes da Câmara dos Deputados, passou a atuar como primeiro                         vice-presidente e titular da Comissão de Turismo e Desporto. Atuou também como membro de outras três comissões permanentes: Direitos Humanos; Economia, Indústria e Comércio; Economia, Indústria, Comércio e Turismo.  Além disso, tornou-se titular da Comissão Representativa do Congresso Nacional e integrou comissão especial para proposta de emenda constitucional (PEC), em tramitação na Câmara, sobre acumulação de cargos para militares.

Em fevereiro de 2006 tornou-se primeiro vice-líder do PSDB. Nas eleições gerais de outubro desse ano candidatou-se à reeleição e obteve 64.491 votos, insuficientes para a obtenção de novo mandato no Congresso Nacional. Em janeiro de 2007 solicitou licença à Câmara dos Deputados para assumir o cargo de Secretário de Turismo do Estado do Ceará, a convite do governador recém empossado, Cid Gomes.

Em março de 2008 foi eleito presidente do Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fornatur). Em março de 2009 se afastou da presidência da Fornatur para assumir por dois anos o comando da Fundação da Comissão de Turismo Integrada do Nordeste (CTI-NE), entidade que reúne os dirigentes dos órgãos oficiais de turismo do nove estados da região.

Ao longo de sua atuação como deputado federal, Bismarck Maia também foi membro da comissão sobre número de vereadores, arquivada pela Câmara e integrou comissão especial instalada para analisar a implantação da Área de Livre Comércio das Américas (ALCA).

Casou-se com Gláucia Pinheiro Maia e teve dois filhos.

 

Luciana Pinheiro

 

FONTES: Portal da Câmara dos Deputados (http://www2.camara.gov.br/; acessado em 18/05/2009); Portal Brasilturis Jornal (http://www.brasilturis.com.br/; acessado em 27/05/2009); Portal do Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (http://www.fornatur.com.br/; acessado em 28/05/2009); Portal do Jornal do Turismo (http://www.jornaldeturismo.com.br/; acessado em 28/05/2009); Portal do Jornal O Povo (www.opovo.com.br/; acessado em 28/05/2009); Portal do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (http://www.tre-ce.gov.br/; acessado em 18/05/2009).

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados