MANUEL VELOSO BORGES

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: BORGES, Veloso
Nome Completo: MANUEL VELOSO BORGES

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
BORGES, VELOSO

BORGES, Veloso

*const. 1934; sen. PB 1935-1937.

 

Manuel Veloso Borges nasceu em Pilar (PB) em 11 de abril de 1885, filho de Anísio Pereira Borges e de Virgínia Veloso Borges. Seu irmão Virgínio Veloso Borges foi senador pela Paraíba de 1952 a 1955.

Diplomou-se em 1908 pela Faculdade de Medicina da Bahia. Sua tese de doutoramento intitulou-se Conceito atual da psicose maníaco-depressiva.

Em 1929 elegeu-se deputado estadual, tornando-se líder do governo Álvaro de Carvalho na Assembléia Legislativa. Com a vitória da Revolução de 1930, que depôs o presidente Washington Luís e levou Getúlio Vargas ao poder, todos os órgãos legislativos do país foram extintos e, conseqüentemente, Veloso Borges perdeu o mandato. Com a reconstitucionalização, em maio de 1933 elegeu-se deputado à Assembléia Nacional Constituinte pelo Partido Progressista da Paraíba, do qual era vice-presidente. Promulgada a Constituição em 16 de julho de 1934, teve seu mandato prorrogado até maio de 1935.

Ainda em outubro de 1934, foram eleitas as assembléias constituintes estaduais, encarregadas de eleger o governador e dois senadores. Instalada a Constituinte paraibana no início de 1935, foi eleito senador, exercendo o mandato de maio de 1935 a 10 de novembro de 1937, quando o golpe do Estado Novo suprimiu todos os órgãos legislativos do país.

Foi tesoureiro da Confederação Nacional da Indústria de novembro de 1952 a novembro de 1954. Atuou como construtor da rodovia Sapé-Mamanguape e adquiriu o controle acionário da Companhia de Tecidos Paraibana. Foi industrial e banqueiro no Rio de Janeiro, então Distrito Federal, e presidente da Associação Comercial da Paraíba. adquiriu com os irmãos a fábrica Deodoro, na capital federal, onde permaneceu como industrial, não mais concorrendo a cargos políticos.

Faleceu no Rio de Janeiro no dia 27 de abril de 1959.

Era casado com Andréia Marques Veloso Borges, com quem teve três filhas.

 

FONTES: ASSEMB. NAC. CONST. 1934. Anais; Boletim Min. Trab. (5/36); CÂM. DEP. Deputados; CONF. NAC. IND.; Diário do Congresso Nacional; GODINHO, V. Constituintes; SENADO. Anais (1935).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados