MARCUS ANTONIO VICENTE

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: VICENTE, Marcus
Nome Completo: MARCUS ANTONIO VICENTE

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
VICENTE, MARCUS

VICENTE, Marcus

*dep. fed. ES 1997-2007.

Marcus Antônio Vicente nasceu em Ibiraçu (ES) no dia 28 de abril de 1954, filho de Arlindo Vicente e de Domingas Vicente.

Iniciou a vida profissional como vendedor e supervisor de vendas das Cervejarias Reunidas Skol Caracu S.A. (1972-1976) e da Vulcabrás S. A. Indústria e Comércio (1976-1979). Presidente do Ibiraçu Esporte Clube, na cidade natal, filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido de sustentação do regime militar instaurado no país desde abril de 1964, e elegeu-se vereador, assumindo a cadeira em janeiro de 1977. Presidente da Comissão de Finanças e Orçamento e líder da bancada, completou o mandato em 1983. Nesse período foi admitido como vendedor da Primícia S.A. Indústria e Comércio (1980).

Gerente de vendas da Calçados Tapuã S.A. Indústria e Comércio (1983), tornou-se representante comercial da empresa Tecidos Fiama Ltda. (1984-1988) e posteriormente da Fred-Vic Indústria de Roupas Ltda. (1985-1988). Vinculado ao Movimento do Cursilho da Cristandade, filiou-se ao Partido da Frente Liberal (PFL), assumindo a presidência do diretório municipal do partido (1985-1987). Vendedor da Maju Indústria Têxtil Ltda. (1987-1988), tornou-se sócio-gerente da Maná Representação, Comércio e Indústria Ltda., com sede em Ibiraçu e Vitória (1988).

No pleito de novembro de 1988 elegeu-se prefeito de Ibiraçu, sendo empossado em janeiro de 1989. Vice-presidente da Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo (1991) e presidente do Conselho Administrativo do Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Estado (1991-1992), ingressou na Associação Cristã de Dirigentes de Empresa (1992).

Encerrado o mandato na prefeitura em dezembro de 1992, foi nomeado assessor técnico da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico e assessor especial de articulação regional no governo de Albuíno Azeredo (1991-1995). Filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), candidatou-se a deputado federal em novembro de 1994, obtendo a segunda suplência.

Vice-presidente do Conselho Consultivo da Confederação Brasileira de Futebol, chefiou a delegação da seleção brasileira de futebol que viajou a Israel em 1995.

Em 14 de janeiro de 1997 assumiu o mandato na Câmara dos Deputados, substituindo Jorge Anders, empossado como prefeito de Vila Velha, e dado que o primeiro suplente, Luís Paulo Veloso, tornara-se prefeito de Vitória. Em fevereiro, Marcus Vicente votou a favor da emenda que previa a reeleição de presidente da República, governadores e prefeitos e, em novembro desse ano, pela quebra da estabilidade do servidor público, item da reforma administrativa.

Em outubro de 1998 reelegeu-se deputado federal pelo PSDB. No mês seguinte, votou a favor do teto de 1.200 reais para aposentadorias no setor público e pelos critérios de idade mínima e tempo de contribuição para os trabalhadores do setor privado, itens que definiram a reforma da previdência. Licenciou-se de seu mandato na Câmara, de maio a outubro de 2001, para exercer as funções de Secretário Chefe da Casa Civil do Estado do Espírito Santo, na gestão de José Inácio Ferreira (1999-2003).

Obteve novo mandato de deputado federal nas eleições de 2002, dessa vez na legenda do Partido Progressista Brasileiro (PPB). Porém, ainda no primeiro ano da nova legislatura, 2003, transferiu-se para o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). Deixou a Câmara ao final do mandato, em janeiro de 2007.

Fez ainda os cursos de gerência de vendas, na Fundação Getulio Vargas (FGV), no Rio de Janeiro, relações humanas no Colégio Comercial José Simionati, do Espírito Santo; supervisão de vendas para clientes especiais, na Cervejaria Skol, no Rio de Janeiro; e arbitragem, na Federação Carioca de Futebol.

Casou-se com Naciene Luzia Modenesi Vicente, com quem teve três filhos.

 

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1995-1999); Folha de S. Paulo (5/2/98); Globo (10/10/98); Portal da Câmara dos Deputados. Disponível em : <http:// www2.camara.gov.br/deputados/index>. Acesso em : 17 jul. 2009; TRIB. SUP. ELEIT. Relação e Resultado (1998).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados