MAROJA NETO, MANUEL

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: MAROJA NETO, Manuel
Nome Completo: MAROJA NETO, MANUEL

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
MAROJA NETO, MANUEL

MAROJA NETO, Manuel

*magistrado; interv. PA 1945-1946.

 

Manuel Maroja Neto nasceu na antiga Vila do Pilar (PB) no dia 17 de julho de 1880, filho de José Maria Ferreira da Silva e Débora Emília Ferreira da Silva.

Cursou o primário na sua cidade natal e o secundário em João Pessoa. Em 1901 bacharelou-se pela Faculdade de Direito de Recife.

Transferindo-se em seguida para o estado do Pará, aí iniciou sua carreira profissional em janeiro de 1902, quando foi nomeado promotor público na comarca de Baião, pelo governador Augusto Montenegro. Permaneceu nesta função até 18 de abril de 1906, tornando-se juiz de direito da recém-criada comarca do Amapá, sendo transferido posteriormente para a comarca de Igarapé-Miri. Ainda no Pará, em dezembro de 1912 foi transferido para a comarca de Bragança e em março de 1919 para a comarca de Belém. Após ter servido nas quatro varas da capital paraense, foi nomeado em outubro de 1930 membro do Tribunal de Justiça do Pará. Foi procurador-geral do estado de novembro desse ano a fevereiro de 1932, quando se elegeu presidente do Tribunal de Justiça, cargo que ocuparia durante os seis anos subseqüentes.

Em 1945 presidia o Tribunal de Justiça e o Tribunal Regional Eleitoral. Com a queda do presidente Getúlio Vargas em 29 de outubro daquele ano, que foi substituído pelo ministro José Linhares, os governos estaduais foram ocupados pelos chefes do Poder Judiciário local. Logo, Maroja Neto foi nomeado em novembro de 1945 interventor federal no Pará, em substituição ao general Alexandre Zacarias Assunção. Presidiu o pleito de dezembro de 1945 no estado, permanecendo em suas funções até fevereiro do ano seguinte, quando foi substituído por Otávio Bastos Meira. Aposentou-se como desembargador em julho de 1950 por limite de idade.

Faleceu no Rio de Janeiro em 21 de fevereiro de 1964.

Foi casado em primeiras núpcias com Inês de Mendonça Maroja, com quem teve cinco filhos. Era casado em segundas núpcias com Alzira de Mendonça Maroja. Seu filho, Estélio de Mendonça Maroja, foi deputado federal pelo Pará de 1963 a 1966 e de 1971 a 1975.

 

FONTES: Almanaque da PB; CORRESP. GOV. EST. PA; Encic. Mirador; INF. Virgínia Maroja; POPPINO, R. Federal; ROQUE, C. Grande.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados