MARQUES, MARIO SAVARD DE SAINT BRISSON

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: MARQUES, Mário Savard de Saint Brisson
Nome Completo: MARQUES, MARIO SAVARD DE SAINT BRISSON

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
MARQUES, MÁRIO SAVARD DE SAINT BRISSON

MARQUES, Mário Savard de Saint Brisson

*diplomata; emb. Bras. Paraguai 1950-1951.

 

Mário Savard de Saint Brisson Marques nasceu no Rio de Janeiro, então capital do Império, no dia 11 de junho de 1886, filho de João Francisco Marques, de nacionalidade portuguesa, e de Alice Savard de Saint Brisson Marques.

Iniciou sua vida profissional em agosto de 1912, trabalhando como auxiliar na Superintendência de Defesa da Borracha. De dezembro desse ano a outubro de 1913 exerceu as funções de agente do comissariado geral da Exposição Nacional da Borracha.

Ingressando na carreira diplomática em maio de 1915, passou a servir na Secretaria do Ministério das Relações Exteriores, onde tornou-se praticante em fevereiro de 1916 e auxiliar-bibliotecário em maio, sendo designado terceiro-oficial em dezembro. Em dezembro de 1918, após bacharelar-se pela Faculdade Livre de Direito do Rio de Janeiro, assumiu o posto de cônsul em Calcutá, na Índia. Durante o ano de 1920, representou também os interesses dos consulados de Cuba e do Chile nessa cidade. Em julho do ano seguinte foi nomeado provisoriamente cônsul na cidade do Porto, em Portugal, lá permanecendo até janeiro de 1923, quando foi removido para Lyon, na França. Em abril de 1925 foi transferido para Vigo, na Espanha, onde serviu até novembro de 1929.

Regressando ao Brasil em dezembro desse ano, em outubro de 1930 foi nomeado auxiliar de gabinete do ministro das Relações Exteriores, Afrânio de Melo Franco, cargo que ocupou até outubro de 1932. Em dezembro desse ano reassumiu o posto de cônsul em Vigo e em fevereiro de 1934 foi promovido a cônsul-geral. Removido para Hamburgo, na Alemanha, em abril seguinte, lá permaneceu até julho de 1936, quando foi transferido para Paris. Após servir na capital francesa durante três anos, regressou ao Brasil em agosto de 1939 e no mês seguinte foi destacado para constituir a Seção de Segurança Nacional do Ministério das Relações Exteriores e assumir a chefia da Divisão de Pessoal do Itamarati. De janeiro a fevereiro de 1940 exerceu interinamente a chefia do Departamento de Administração do ministério, sendo designado em julho do ano seguinte representante do Itamarati na comissão encarregada de estudar a lotação das repartições públicas.

Em dezembro de 1941 foi promovido a ministro plenipotenciário de primeira classe. Deixando a Seção de Segurança Nacional do ministério em janeiro de 1942, em julho desse ano desligou-se também da chefia da Divisão de Pessoal para assumir a chefia do Departamento de Administração, cargo que ocupou até setembro de 1943. Em novembro desse ano foi designado embaixador na cidade de Havana, em Cuba, onde serviu até janeiro de 1945, quando foi removido para Caracas, na Venezuela. Durante sua permanência à frente da embaixada brasileira na capital venezuelana, foi delegado do Brasil à V Conferência Pan-Americana da Cruz Vermelha, realizada em fevereiro de 1947, e representou o governo brasileiro na solenidade de posse do presidente da Venezuela, ocorrida em fevereiro de 1948. Em dezembro do ano seguinte deixou Caracas, sendo designado em junho de 1950 embaixador em Assunção, no Paraguai. Ainda em agosto desse ano, representou o governo do Brasil na posse do presidente do Paraguai, Frederico Chaves, deixando em junho de 1951 suas funções diplomáticas em Assunção. Nesse mesmo ano, aposentou-se, retirando-se da vida pública.

Faleceu no Rio de Janeiro em 1970.

Era casado com Stella de Salusse Lussac de Saint Brisson Marques, com quem teve um casal de filhos.

 

 

FONTES: COUTINHO, A. Brasil; INF. CARLOS VÍTOR SAVARD DE SAINT BRISSON MARQUES; MIN. REL. EXT. Anuário (1950).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados