Moema Isabel Passos Gramacho

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: GRAMACHO, Moema
Nome Completo: Moema Isabel Passos Gramacho

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:

GRAMACHO, Moema

*ver. 1997; dep. est. BA 1999-2003, 2003-2004; pref. Lauro de Freitas 2005-2008, 2009-2012; dep. fed. BA 2015-2016; pref. Lauro de Freitas 2017-2020, 2021-

 

Moema Isabel Passos Gramacho nasceu em Salvador (BA) no dia 04 de julho de 1958, filha de Descartes Gramacho e Isabel Passos Gramacho.

Cursou o primário na Escola Azevedo Fernandes. Entre 1974 e 1977, realizou o ensino médio na Escola Técnica Federal do Salvador, onde estudou química industrial.

Em 1977, passou a atuar como analista química, ano em que ingressou na Universidade Católica de Salvador. Graduou-se em biologia no ano de 1982.

A partir de 1979, deu início às suas atividades sindicais, tornando-se diretora do sindicato dos químicos e petroquímicos (SINDIQUIMICA) de Salvador, cargo que ocupou até 2004.

Filiou-se ao Partido dos Trabalhadores (PT), atuando como secretária de formação da legenda em Salvador, entre 1980 e 1984; dirigente estadual do partido, em 1990; e diretora municipal, em 1993. 

Entre os anos de 1986 e 1987, dirigiu o Instituto Nacional de Saúde do Trabalhador na Bahia. Também exerceu o cargo de secretária-geral da Central Única de Trabalhadores (CUT), de 1987 a 1993.

Retomou os estudos em 1989, quando se matriculou no mestrado em saúde comunitária pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), mas não concluiu o curso.

Assumiu o cargo de vereadora de Salvador, pelo PT, em 1997. No mesmo ano, renunciou à vaga de vereadora para assumir a suplência do cargo de deputada estadual, cuja cadeira ocupou até1999.

Nas eleições de 1998, foi candidata a deputada estadual pelo PT. Recebeu 19.210 votos e conseguiu eleger-se.   

Em 2002, concorreu ao cargo de deputada estadual pelo PT, dentro da coligação “A Bahia vai ser melhor”. Recebeu 45.485 votos e obteve um assento na Assembleia Legislativa.

Candidatou-se às eleições de 2004 para uma vaga na prefeitura de Lauro de Freitas (BA), pela legenda do PT. Foi eleita com 26.489 votos. Para assumir o posto, renunciou ao cargo de deputada estadual.  

Disputou a reeleição para a prefeitura de Lauro de Freitas durante as eleições de 2008, pelo PT. Recebeu 41.719 votos e conseguiu ser reconduzida ao mandato.

Foi nomeada secretária estadual de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza no ano de 2013, pelo governo da Bahia. Ocupou o cargo até 2014.

Durante a corrida eleitoral de 2014, candidatou-se como deputada federal pela Bahia nos quadros do PT, dentro da coligação “Pra Bahia avançar mais”. Recebeu 81.814 votos e conseguiu se eleger.

No exercício do mandato na Câmara dos Deputados, integrou comissões permanentes e especiais, além de comissões externas. Atuou como titular da Comissão de Desenvolvimento Urbano; Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado; Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher. Também atuou como suplente na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania; na Comissão de Direitos Humanos e Minorias. Quanto às comissões especiais, foi titular das que trataram da PEC 182/07 sobre a reforma política; da reforma da política infraconstitucional; da PEC 039/11 que propunha extinguir um terreno da Marinha; da formada para avaliar o PL 4567/16 Petrobrás e a exploração de pré-sal; da previdência social; dos agentes comunitários da terra.

Nas eleições de 2016, concorreu ao cargo de prefeita de Lauro de Freitas pelo PT, dentro da coligação “Reconstruir e fazer mais é melhor”. Recebeu 43.951 votos e conseguiu eleger-se. Para assumir o posto, renunciou ao mandato na Câmara dos Deputados.

Disputou a reeleição à prefeitura de Lauro de Freitas pelo PT em 2020. Recebeu 50.680 votos e conseguiu ser reconduzida ao cargo.

Por conta da sua atuação, foi condecorada, em 2010, com o prêmio “Sebrae prefeito empreendedor de 2009”.

 

Luiza de Araújo Farias (em colaboração)


Fontes:
Portal da Câmara dos Deputados (https://www.camara.leg.br). Acesso em: 25/01/2022. Portal da Assembleia Legislativa da Bahia (https://www.al.ba.gov.br). Acesso em: 25/01/2022. Site G1 (https://g1.globo.com). Acesso em: 27/02/2022. Site do Tribunal Superior Eleitoral  https://divulgacandcontas.tse.jus.br). Acesso em: 25/01/2022. 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados