MORHY, HEGEL

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: MORHY, Hegel
Nome Completo: MORHY, HEGEL

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
MORHY, Hegel [PRONTO]

MORHY, Hegel

*dep. fed. RO 1964-1967

 

Hegel Morhy nasceu em Manaus no dia 3 de novembro de 1925, filho de Omar Abdon Morhy e de Pedrina Hayden Morhy.

Em 1928 sua família transferiu-se para o território de Rondônia, radicando-se na cidade de Guajará-Mirim. Para completar seus estudos, Hegel retornou à sua cidade natal, onde formou-se contador, em 1946, pela Escola de Comércio Solon de Lucena.

De volta a Rondônia, iniciou sua carreira política elegendo-se suplente de deputado federal na legenda do Partido Social Progressista (PSP), em outubro de 1962. Ainda nesse ano foi gerente do Banco de Crédito da Amazônia em Xapuri (AC) e em Rio Branco. Em 1963 tornou-se diretor do Serviço de Administração Geral de Rondônia e chefe de gabinete do governo do território. Assumiu uma cadeira na Câmara dos Deputados em julho de 1964, depois, portanto, da eclosão do movimento político-militar de abril desse ano, que derrubou o presidente João Goulart. Com a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº. 2 (AI-2), em 1965, e a instauração do bipartidarismo, filiou-se ao partido governista, a Aliança Renovadora Nacional (Arena). Nessa legislatura foi membro das comissões de Finanças e de Valorização da Amazônia na Câmara. Encerrou seu mandato em janeiro de 1967. Em fevereiro do ano seguinte, foi designado inspetor de crédito geral do Banco da Amazônia.

Em novembro de 1970 candidatou-se novamente a deputado federal, na legenda da Arena, mas obteve apenas uma suplência, não chegando a exercer o mandato. Em agosto do ano seguinte aposentou-se por tempo de serviço.

Em fevereiro de 1977 foi nomeado gerente do Banco do Estado do Pará, em Brasília, cargo que exerceria até março de 1984. Em dezembro de 1983 concluiu o curso de direito da Universidade do Distrito Federal, em Brasília. A partir de junho de 1984 passou a dedicar-se às atividades privadas de compra e venda e administração mobiliária e na área de comércio de materiais de construção, constituindo com sua esposa a firma Construmor, Ferragens e Ferramentas Ltda., na capital federal.

Casou-se com Neida Nicolau Morhy, com quem teve seis filhos.

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1963-1967); CURRIC. BIOG.; TRIB. SUP. ELEIT.  Dados (6 e 9).

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados