MOTA, LOURIVAL SEROA DA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: MOTA, Lourival Seroa da
Nome Completo: MOTA, LOURIVAL SEROA DA

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
MOTA, LOURIVAL SEROA DA

MOTA, Lourival Seroa da                                          

*militar; interv. MA 1931-1933.

Lourival Seroa da Mota nasceu na Bahia no dia 13 de abril de 1901.

Ingressou na carreira militar sentando praça na Escola Militar do Realengo, no Rio de Janeiro, então Distrito Federal, em abril de 1919. Aspirante-a-oficial em janeiro de 1922, foi promovido a segundo-tenente em abril desse ano e a primeiro-tenente em janeiro de 1924.

Em fevereiro de 1926 organizou na Paraíba um levante reunindo civis e militares, por ocasião da passagem da Coluna Prestes. Liderada por Luís Carlos Prestes e Miguel Costa, a coluna percorreu o interior do país através de 13 estados, dando combate às tropas legais até internar-se em 1927 na Bolívia (fevereiro) e no Paraguai (março).

Após a Revolução de 1930 foi nomeado, em agosto de 1931, interventor federal no Maranhão, no lugar de Astolfo de Barros Serra. Em dezembro desse mesmo ano foi promovido a      capitão. Permaneceu à frente do governo maranhense até junho de 1933, quando foi substituído pelo capitão Antônio Martins de Almeida. Nesse período passou a integrar o Clube 3 de Outubro, organização criada em maio de 1931 congregando as correntes tenentistas partidárias do aprofundamento das reformas instituídas pela Revolução de 1930.

Em 1936 ingressou na Escola de Estado-Maior do Exército, da qual foi desligado no ano seguinte por ter sido reprovado. Em seguida serviu no 15º Batalhão de Caçadores (15º BC), em Curitiba. Promovido a major em julho de 1938, nesse mesmo ano voltou à Escola de Estado-Maior do Exército, concluindo o curso no ano seguinte. Serviu no 9º BC, em Caxias (RS), de 1940 a 1941. No ano seguinte serviu na inspetoria do 1º Grupo de Regiões Militares.

Em abril de 1943 foi promovido a tenente-coronel. Ainda nesse ano foi nomeado auxiliar do chefe da Comissão Mista de Defesa Brasil-Estados Unidos, instalada em Washington. Serviu, de 1947 a 1950, no Estado-Maior do Exército (EME). Coronel em 1950, durante esse ano foi membro efetivo do conselho fiscal do Clube Militar do Rio de Janeiro, sob a direção do general Newton Estillac Leal, identificado como um dos líderes da corrente nacionalista do Exército. Em 1951 assumiu o comando do 28º BC, em Aracaju. Em 1952 tornou-se comandante do Colégio Militar do Rio de Janeiro.

FONTES: ARQ. CLUBE 3 DE OUTUBRO; ARQ. GETÚLIO VARGAS; Grande encic. Delta; MEIRELES, M. História; MIN. GUERRA. Almanaque (1952); PEIXOTO, A. Getúlio; POPPINO, R. Federal; Rev. Clube Militar; TÁVORA, J. Vida.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados