MURILO FERREIRA DE RESENDE

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: RESENDE, Murilo
Nome Completo: MURILO FERREIRA DE RESENDE

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
RESENDE, Murilo

RESENDE, Murilo

* dep. fed.  PI 1975-1979 e 1991-1995.

 

Murilo Ferreira de Resende nasceu em Piripiri (PI), no dia 26 de maio de 1930, filho de Hamilton Coelho de Resende e de Adelina Alves Ferreira de Resende.

Formado pela faculdade de engenharia civil da Universidade do Paraná (UPR), em 1956, tornou-se professor da Universidade do Ceará, em 1960.

No governo de Plácido Castelo (1967-1971), exerceu por alguns meses a diretoria do Departamento de Estradas de Rodagem (DER). De volta ao Piauí, foi nomeado secretário de Obras e Serviços Públicos pelo governador Alberto Silva (1971-1975). De 1972 a 1974 também presidiu a Fundação de Assistência Geral aos Desportos.

Filiado à Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido governista, elegeu-se deputado federal pelo Piauí no pleito de novembro de 1974. Suplente da Comissão de Ciência e Tecnologia, dois anos depois passou a integrar, como titular e relator, a Comissão de Transportes. Em 1978 divulgou a primeira lista de integrantes do grupo dissidente da Arena, ressaltando que não hostilizavam a candidatura do general João Figueiredo à presidência da República, embora fossem contrários às eleições indiretas aos governos dos estados e ao Senado. Assim, em setembro desse ano, votou a favor da emenda Acióli Filho, que propunha a extinção dos senadores indiretos, conhecidos como “biônicos”. Em outubro, durante as discussões sobre o projeto governamental de reforma da Lei de Segurança Nacional, sugeriu modificações à redação do artigo 14 – referente à divulgação de notícia falsa ou tendenciosa que dispusesse o povo contra a autoridade – e propôs um adendo ao artigo 50 – que instituía a censura prévia – ambos no sentido de abrandar o rigor das disposições.

Sem disputar a reeleição em novembro de 1978, concluiu o mandato na Câmara dos Deputados em janeiro do ano seguinte. Com a extinção do bipartidarismo, em novembro de 1979, e a conseqüente reorganização partidária, ingressou no Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), agremiação que deu continuidade ao extinto MDB. Por essa legenda, voltou a concorrer a uma cadeira na Câmara, conseguindo uma suplência. Nas eleições seguintes, em novembro de 1986, elegeu-se suplente do senador pelo Piauí, Francisco das Chagas Rodrigues.

Com o retorno de Alberto Silva ao governo do estado, em março de 1987, Murilo Resende voltou à Secretaria de Obras e Serviços Públicos e foi eleito presidente do conselho administrativo da Companhia Energética do Piauí, cargos que manteve até abril de 1990.

No pleito de outubro deste ano elegeu-se deputado federal pelo Piauí, ainda na legenda do PMDB, tornando-se titular da Comissão de Viação e Transportes, Desenvolvimento Urbano e Interior e suplente da Comissão de Relações Exteriores.

Na sessão da Câmara dos Deputados de 29 de setembro de 1992, votou a favor do impeachment do presidente Fernando Collor de Melo, acusado de crime de responsabilidade por ligações com um esquema de corrupção liderado pelo ex-tesoureiro de sua campanha presidencial Paulo César Farias. Afastado da presidência logo após a votação na Câmara, Collor renunciou ao mandato em 29 de dezembro de 1992, pouco antes da conclusão do processo pelo Senado Federal, sendo efetivado na presidência da República o vice Itamar Franco, que já vinha exercendo o cargo interinamente desde o dia 2 de outubro.

Também foi a favor da criação do Imposto Provisório sobre Movimentação Financeira (IPMF) e do Fundo Social de Emergência (FSE), mas votou contra o fim do voto obrigatório.

No pleito de outubro de 1994 tentou reeleger-se, desta vez sem êxito, na coligação do PMDB com o Partido Democrático Trabalhista (PDT), o Partido Popular Socialista (PPS), o Partido da Mobilização Nacional (PMN), o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) e o Partido Comunista do Brasil (PC do B). Permaneceu na Câmara dos Deputados até o término da legislatura, em janeiro do ano seguinte.

Casado com Maria Zuleide Augusto de Resende, teve dois filhos.

 

Fontes: CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1983-1987 e 1991-1995); Globo (30/9/1992); Jornal do Brasil (22/9 e 24/10/78); Néri, S. 16; Perfil Parlamentar/ Isto é (20/3/1991).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados