NAVARRO, GERALDO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: NAVARRO, Geraldo
Nome Completo: NAVARRO, GERALDO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
NAVARRO, GERALDO

NAVARRO, Geraldo

*militar; chef. Dep. Ens. e Pesq. Ex. 1979-1982.

 

Geraldo Alvarenga Navarro nasceu no Rio de Janeiro, então Distrito Federal, no dia 1º de setembro de 1916, filho do médico Manuel Serrano Navarro e da funcionária pública Edite Alvarenga Navarro.

Depois de cursar o Colégio Militar do Rio de Janeiro, sentou praça na Escola Militar do Realengo, em 1934. Durante a revolta comunista de novembro de 1935, participou da repressão contra os cadetes da Escola Militar de Aviação. Declarado aspirante-a-oficial da arma de infantaria em janeiro de 1937, em novembro seguinte foi promovido a segundo-tenente do Exército e, em setembro de 1939, a primeiro-tenente. Cursou a Escola de Motomecanização em 1943, sendo comissionado como capitão no início do ano seguinte.

Atuou nas campanhas da Força Expedicionária Brasileira (FEB) na Itália, durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), como comandante do pelotão de transportes e oficial de motores do 11º Regimento. Voltando ao Brasil em maio de 1945, cursou a Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (EsAO) em 1947. Quatro anos depois foi promovido a major e, em 1955, concluiu curso na Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME).

Foi promovido a tenente-coronel em abril de 1958 e a coronel em abril de 1964, logo após a eclosão do movimento político-militar de 31 de março que derrubou o presidente João Goulart (1961-1964). Em 1968, fez o curso superior de guerra na Escola Superior de Guerra (ESG), no Rio de Janeiro, chegando a general-de-brigada em novembro do ano seguinte. Nesse posto, comandou a 2ª Brigada Mista, em Corumbá (MS), e foi diretor de motomecanização.

Em março de 1976, foi promovido a general-de-divisão, tomando posse, no mês seguinte, no comando da 2ª Região Militar, em São Paulo, em substitutição ao general Ariel Paca da Fonseca. Em novembro do mesmo ano, assumiu a presidência de honra da Associação dos Ex-Combatentes do Brasil, seção São Paulo. Na ocasião, conclamou seus pares a “unir forças” contra o comunismo. Após deixar a 2ª Região Militar, ocupou o cargo de vice-chefe do Departamento de Ensino e Pesquisa do Exército, ao qual esteve ligado até junho de 1979. Promovido a general-de-exército no mês seguinte, foi efetivado, em agosto, na chefia do departamento, posto que já vinha ocupando interinamente, no lugar do general Ernâni Airosa. Exerceu esta função até janeiro de 1982, quando foi transferido para a reserva por limite de idade. Seu sucessor no Departamento de Ensino e Pesquisa foi o general Heraldo Tavares Alves.

Geraldo Navarro faleceu no Rio de Janeiro no dia 17 de novembro de 1998.

Era casado com Neida Vidal Navarro, com quem teve um filho.

 

FONTES: CURRIC. BIOG.; Estado de S. Paulo (9/1/82); Globo (7/5/82, 16/12/98); Jornal do Brasil (24, 27 e 28/4 e 28/10/76, 1 e 9/8/79); MIN. EXÉRC. Almanaque (1976).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados