ORMEU JUNQUEIRA BOTELHO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: BOTELHO, Ormeu
Nome Completo: ORMEU JUNQUEIRA BOTELHO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
BOTELHO, ORMEU

BOTELHO, Ormeu

*dep. fed. MG 1963-1967.

 

Ormeu Junqueira Botelho nasceu em Leopoldina (MG) no dia 13 de março de 1897, filho de Francisco de Andrade Botelho, senador estadual em Minas Gerais de 1911 a 1923, e de Maria Nazaré Ribeiro Junqueira Botelho, descendente de abastados fazendeiros. Seu tio José Monteiro Ribeiro Junqueira foi deputado federal por Minas de 1903 a 1930, constituinte em 1934 e senador por seu estado de 1935 a 1937.

Estudou no Ginásio Mineiro, em Barbacena (MG), e em 1917 diplomou-se em engenharia pela Escola Politécnica do Rio de Janeiro. Em 1918 tornou-se engenheiro dos Estudos da Estrada de Ferro Rio Negro a Caxias e desse ano até 1923 trabalhou na Companhia Força e Luz Cataguases-Leopoldina, de propriedade de sua família. Também industrial e pecuarista, foi sócio das Casas Bancárias Ribeiro Junqueira, Irmão e Botelho e das firmas Irmãos Junqueira Botelho e Monteiro, Serpa e Companhia. Foi fundador da Associação Rural de Leopoldina e da Cooperativa Produtora de Leite e ocupou cargos de direção na Companhia Leiteira Leopoldina, no Banco Ribeiro Junqueira e no Banco Mineiro de Produção. Foi ainda vice-diretor do Instituto Mineiro do Café e membro do Conselho dos Lavradores.

Exerceu atividades políticas, participando do conselho técnico da Legião Liberal Mineira, organização de inspiração doutrinária fascista, que atuou entre 1931 e 1933 com o propósito de reforçar os princípios da Revolução de 1930.

Em 1962, elegeu-se deputado federal por Minas na legenda da União Democrática Nacional (UDN), assumindo o mandato em fevereiro de 1963. Com a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e a posterior instauração do bipartidarismo, filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (Arena), deixando a Câmara ao final da legislatura, em janeiro de 1967.

Foi ainda presidente do Conselho de Administração da Companhia Força e Luz Cataguases-Leopoldina, vice-presidente da Multitêxtil S.A. e da Multifabril S.A. e fundador e gerente da Multiagro Ltda.

Faleceu na cidade do Rio de Janeiro no dia 9 de fevereiro de 1990.

Era casado com Dora Müller, com quem teve três filhos.

Além de trabalhos sobre a reforma agrária e de conferências sobre economia e finanças, publicou Conservação do solo (1954).

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1963-1967); Globo (14/2 e 9/3/90); Personalidades; Rev. Arq. Públ. Mineiro (12/76); TRIB. SUP. ELEIT. Dados (6).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados