OSCAR THOMPSON FILHO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: THOMPSON, Oscar
Nome Completo: OSCAR THOMPSON FILHO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
THOMPSON, OSCAR

THOMPSON, Oscar

*min. Agric. 1964.

 

Oscar Thompson Filho nasceu na cidade de São Paulo em 16 de outubro de 1910, filho do pedagogo Oscar Thompson, eleito deputado estadual em 1930, e de Henriqueta Bastos Thompson.

Concluído o curso de humanidades no Colégio São Luís, na capital paulista, ingressou na Escola de Agricultura Luís de Queirós, em Piracicaba (SP), diplomando-se engenheiro agrônomo em 1933 e dedicando-se em seguida à administração de sua propriedade agrícola.

Em 1963, no início da última gestão de Ademar de Barros no governo de São Paulo, Oscar Thompson foi convidado a ocupar a Secretaria de Agricultura do estado. No exercício desse cargo, fez longa viagem para observar métodos de cultivo do solo, percorrendo países da Europa e do Oriente Médio, além de Taiwan (Formosa), onde manteve entendimentos para a vinda ao Brasil de técnicos chineses a serem empregados em programas agrícolas paulistas, especialmente no vale do Paraíba.

Após a vitória do movimento político-militar de março-abril de 1964, que depôs João Goulart da presidência da República, o novo presidente, general Humberto Castelo Branco, delegou a São Paulo a indicação do titular da pasta da Agricultura. O governador Ademar de Barros sugeriu vários nomes que foram vetados pelo presidente, até que a indicação de Oscar Thompson foi aceita, no dia 14 de abril.

Castelo Branco justificou sua escolha ressaltando a atuação técnica de Oscar Thompson como agrônomo, bem como o fato de ser apolítico, o que facilitaria a conciliação entre as diversas correntes paulistas. Oscar Thompson tomou posse no ministério em 22 de abril, e em seu discurso denunciou o abandono a que havia sido relegada a agricultura brasileira e o “desmantelamento” do ministério, que vinha sendo utilizado com fins políticos pelo governo deposto. Anunciou que sua gestão enfrentaria prioritariamente a questão do abastecimento como forma de solucionar os problemas sociais, pois “um dia de fome na casa do trabalhador vale mais que dez manifestos do partido comunista”. Assegurou que a reforma agrária seria realizada, sem demagogia e em moldes técnicos, porque o movimento de 1964 não fora feito para manter privilégios.

À frente da pasta da Agricultura, Oscar Thompson procurou introduzir práticas modernas de trato da terra a fim de aumentar a produção. Além disso, preconizou a industrialização dos produtos agrícolas por meio da criação de fábricas de banana em pó, pó de tomate e farinha de peixe. Entretanto, permaneceu no cargo apenas dois meses, segundo Luís Viana Filho por não ter atendido à “unidade de pensamento e de ação” do governo, razão que lhe teria sido revelada pelo próprio Castelo Branco ao lhe conceder exoneração. Em 16 de junho, foi substituído no cargo por Hugo de Almeida Leme.

Assessor técnico da Volkswagen do Brasil S.A. no projeto Rio Cristalino de exploração agrícola, no sul do Pará, em março de 1975 participou em Belém de uma reunião de integrantes desse projeto com representantes da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam). Regressava a Uberlândia (MG) no dia 13, quando o avião particular que o transportava caiu no rio Acará, perto de Belém, provocando a sua morte.

Foi casado com Beatriz Whately Thompson.

 

 

FONTES: Encic. Mirador; Estado de S. Paulo (23/4/64); GUERRA FILHO, R. Ministério; Jornal da Tarde (14/3/75); Jornal do Brasil (14 e 15/3/75); VIANA FILHO, L. Governo.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados