PAIVA, PAULO CAMPOS

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: PAIVA, Paulo Campos
Nome Completo: PAIVA, PAULO CAMPOS

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
PAIVA, PAULO CAMPOS

PAIVA, Paulo Campos

*militar; ch. Dir. Ger. Pess. Ex. 1983-1985; ch. EMFA 1986-1987.

 

Paulo Campos Paiva nasceu no distrito de São Sebastião do Rio Bonito, hoje Vila Pentagna, município de Valença (RJ), no dia 12 de fevereiro de 1923, filho de Carlos Benvindo de Paiva e de Maria Campos Paiva.

Ingressou na Escola Militar do Realengo em abril de 1940 e saiu aspirante-a-oficial de infantaria em janeiro de 1944. Em abril seguinte foi promovido a segundo-tenente. Participou da Segunda Guerra Mundial entre 1944 e 1945, quando integrou a Força Expedicionária Brasileira (FEB) que lutou na Itália. Promovido a primeiro-tenente em junho de 1945 e a capitão em dezembro de 1949, cursou a Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (EsAO) em 1951. No período 1953-1955 foi instrutor do curso de infantaria da EsAO, tendo sido promovido a major em julho de 1954.

Fez o curso de comando e estado-maior na Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME) em 1955 e o de guerra revolucionária, na Argentina, em 1961. Promovido a tenente-coronel em agosto de 1963, tornou-se comandante do 1º Batalhão do Regimento Escola de Infantaria na República Dominicana em 1966. Em abril de 1967 foi promovido a capitão e também nesse ano se tornou comandante do 6º Batalhão de Caçadores. Chefe da 1ª seção do IV Exército, em Recife, foi designado em 1971 adjunto do gabinete do ministro do Exército. Em 1973 foi nomeado adido naval e do Exército junto à embaixada do Brasil na Itália.

Promovido a general-de-brigada em julho de 1975, retornou ao Brasil para ser o comandante da 5ª Brigada de Infantaria Blindada, em Ponta Grossa (PR). Cursou a Escola Superior de Guerra em 1977 e, no ano seguinte, tornou-se chefe do estado-maior do III Exército, sediado em Porto Alegre. Em 1979 foi nomeado chefe de gabinete do Estado-Maior do Exército, posto que deixou ao se tornar comandante da 5ª Região Militar e Divisão de Exército, em Curitiba, em 1981.

 Em 1983 foi designado vice-chefe, e em dezembro do ano seguinte, chefe do Departamento Geral do Pessoal. Permaneceu nesse posto até abril de 1985, quando assumiu o comando do III Exército. Em setembro de 1986 substituiu o almirante-de-esquadra José Maria do Amaral como ministro-chefe do Estado-Maior das Forças Armadas (EMFA). Permaneceu nessa chefia até setembro do ano seguinte, quando foi substituído pelo tenente-brigadeiro Paulo Roberto Coutinho Camarinha. Ainda em 1987, foi para a reserva.

Trabalhou na Confederação Nacional dos Transportes, em Brasília, até 1990.

Faleceu em 2005.

Casado com Regina Dirce Rocha Paiva, teve dois filhos.

 

FONTES: Almanaque do Exército (1976); CURRIC. BIOG.; Globo (16/9/86); INF. BIOG.; Portal Legião da Infantaria. Disponível em: <http://www.bdaamv.eb.mil.br/Diversos/LegInfantaria/Leginfmedalhao.htm>. Acesso em: 25 nov. 2009.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados