Paulo Abreu

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: ABREU, Paulo
Nome Completo: Paulo Abreu

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:

ABREU, Paulo

*dep. fed. SP 1951-1955; sen. SP 1955, 1958 e 1959; dep. fed. SP 1967-1975.

 

Paulo Abreu nasceu na cidade de São Paulo em 14 de novembro de 1912, filho de Manuel Abreu e de Ana Abreu.

De origem humilde, trabalhou como operário, vendedor ambulante, balconista e pequeno comerciante antes de tornar-se industrial com a criação da Indústria Têxtil Paulo Abreu S.A.

Diversificou seus negócios, tornando-se proprietário do jornal O Progresso e da Rádio Difusora de Itatiba (SP), da Companhia Marajó lmobiliária e da Calçados Paulo Abreu S.A. Durante a Segunda Guerra Mundial, organizou um programa nacional denominado “A Indústria na Guerra”, com a finalidade de aumentar a produção industrial.

No pleito de outubro de 1950, elegeu-se deputado federal por São Paulo na legenda do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), assumindo o mandato na Câmara em fevereiro do ano seguinte. Integrou as comissões de Finanças e de Defesa Nacional da Câmara, tendo representado o Brasil em missão econômica à Europa em 1953. No pleito de outubro de 1954, elegeu-se suplente do senador por São Paulo Auro de Moura Andrade, na legenda do Partido Trabalhista Nacional (PTN). Convocado, exerceu o mandato de senador entre fevereiro e março de 1955, entre agosto e dezembro de 1958 e de agosto a setembro de 1959. Participou da Comissão de Relações Exteriores do Senado. Em sua atividade parlamentar, defendeu a lei que estabelecia a obrigatoriedade do exame pré-nupcial e medidas de combate ao alcoolismo.

Temporariamente retirado da política, fundou o Banco das Nações S.A., do qual foi diretor-presidente, além do Consórcio Federal S.A. — Empreendimentos Gerais e da Abreu Rural e Comercial S.A.

Retornou à política no pleito de novembro de 1966, elegendo-se novamente deputado federal por São Paulo, dessa vez na legenda da Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido de sustentação ao regime militar instalado no país em abril de 1964. Assumiu o mandato em fevereiro de 1967, tendo integrado as comissões de Finanças, de Segurança Nacional e de Agricultura e Política Rural da Câmara. Reeleito em novembro de 1970, cumpriu integralmente o mandato, deixando a Câmara em janeiro de 1975, ao final da legislatura, sem ter concorrido à reeleição no pleito de novembro do ano anterior.

Paulo Abreu dedicou-se também a atividades de benemerência, tendo sido diretor do Instituto de Cultura Religiosa. Integrou ainda o Conselho Consultivo da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo.

Foi diretor-presidente da Pabreu — Cia. Industrial de Tecidos Finos, da Cia. Marajó — Comercial e Administradora e da Pabreu Agrícola S.A. Foi também proprietário de mais de quinhentos imóveis na capital paulista, avaliados em duzentos milhões de dólares.

Faleceu em São Paulo, no dia 7 de janeiro de 1991.

Era casado com Maria de Lurdes Abreu, com quem teve três filhos.

Publicou Problemas nacionais contemporâneos.

 

FONTES: AUDRÁ, A. Bancada; CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (6 e 7); CÂM. DEP. Relação dos dep.; CISNEIROS, A. Parlamentares eleitos; Estado de S. Paulo (8/1/91); LEITE, A. História; Perfil (1972); SENADO. Relação; Veja (16/1/91); Who’s who in Brazil.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados