PEDRO DE ALMENDRA FREITAS

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: FREITAS, Pedro de Almendra
Nome Completo: PEDRO DE ALMENDRA FREITAS

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
FREITAS, PEDRO DE ALMENDRA

FREITAS, Pedro de Almendra

*gov. PI 1951-1955.

 

Pedro de Almendra Freitas nasceu em José Freitas (PI) no dia 1º de março de 1891, filho de José de Almendra Freitas e de Ana Rosa do Lago Castelo Branco. O nome de sua cidade natal é uma homenagem a seu pai, que foi deputado estadual em várias legislaturas. Entre seus parentes destacaram-se, na política piauiense, Francisco Pires de Gaioso e Almendra, constituinte de 1934, Jacó Manuel Gaioso e Almendra, governador do estado de 1955 a 1959, e Fausto Gaioso Castelo Branco, deputado federal pelo Piauí de 1967 a 1971 e senador por esse estado de 1971 a 1979.

Em 1904 ingressou no comércio e na indústria extrativa da cera de carnaúba e, a partir de 1918, dedicou-se também à pecuária. Exerceu várias vezes o mandato de vereador e de presidente da Câmara de sua cidade natal, transferindo-se para Teresina em 1937 a fim de dirigir uma filial de sua empresa. Em 1946 foi nomeado pelo presidente Eurico Dutra membro do Conselho Administrativo do estado do Piauí, tendo deixado esse órgão na qualidade de seu presidente, função equivalente à de vice-governador do estado.

No pleito de outubro de 1950 candidatou-se ao governo do Piauí na legenda do Partido Social Democrático (PSD), concorrendo com Eurípides Clementino de Azevedo, candidato da União Democrática Nacional (UDN), e com Agenor Barbosa de Almeida, candidato do Partido Social Progressista (PSP). Vitorioso nas urnas, tomou posse em 31 de janeiro de 1951, sucedendo a José da Rocha Furtado. Durante seu mandato, conseguiu apaziguar as forças políticas de seu estado. Em 31 de janeiro de 1955 entregou o governo ao general Jacó Manuel Gaioso e Almendra, seu sobrinho, eleito em outubro do ano anterior.

Afastado da política partidária a partir de então, passou a se dedicar à administração de suas atividades rurais, especialmente da pecuária e da produção de cera de carnaúba. Tornou-se sócio da Almendra Etc. Irmãos Ltda., na qual permaneceria até 1963. Mais tarde foi um dos fundadores da usina Livramento, destinada à produção de óleo de babaçu.

Faleceu em Teresina no dia 7 de fevereiro de 1990.

Foi casado com Carolina Pires Gaioso Almendra Freitas, com quem teve um filho, José Pires Gaioso Almendra Freitas, que foi deputado estadual de 1954 a 1959. Contraiu segundas núpcias com Maria de Nazaré Costa Freitas, com quem teve seis filhos. Seu genro Petrônio Portela Nunes, que foi casado com sua filha Iracema Almendra Freitas Portela Nunes, foi governador do Piauí de 1963 a 1966, senador de 1967 a 1979 e ministro da Justiça de 1979 a 1980.

 

 

FONTES: Folha de S. Paulo (10/4/98); Grande encic. Delta; HIPÓLITO, L. Campanha; INF. FAM. JOSÉ PIRES GAIOSO ALMENDRA FREITAS; REGO NETO, H. Fatos; SOC. BRAS. EXPANSÃO COMERCIAL. Quem; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (2).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados