PENTEADO, EURICO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: PENTEADO, Eurico
Nome Completo: PENTEADO, EURICO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
PENTEADO, EURICO

PENTEADO, Eurico

*diplomata.

Eurico Penteado nasceu em Rio Claro (SP) no dia 11 de dezembro de 1895. Muitos membros de sua família, tradicional em São Paulo, destacaram-se como políticos e empresários.

Funcionário do Ministério da Fazenda, foi requisitado em 1934 para servir como consultor técnico da embaixada brasileira em Washington durante as negociações do acordo comercial Brasil-Estados Unidos. No ano seguinte participou da missão econômica chefiada pelo ministro da Fazenda Artur de Sousa Costa aos Estados Unidos e à Europa. Ainda em 1935 foi comissionado pelo Departamento Nacional do Café (DNC) para estudar os mercados de café na Argentina e no Chile e representar o órgão em Nova Iorque.

Chefe das delegações brasileiras às cinco primeiras conferências pan-americanas do café realizadas entre 1936 e 1942, em 1937 foi designado pelo DNC para inspecionar os contratos de propaganda do café brasileiro na Europa. Também em 1937 foi negociador e signatário brasileiro do acordo com a Colômbia sobre os preços do café, estabelecido em Nova Iorque, e tornou-se presidente do Bureau Pan-Americano do Café. Comissário-geral do Brasil junto à empresa Golden Gate International em São Francisco, nos EUA, a partir de 1939, em março do ano seguinte tornou-se conselheiro comercial da embaixada brasileira em Washington, na gestão do embaixador Carlos Martins Pereira e Sousa. Ainda em 1940 participou como delegado brasileiro da Junta Interamericana do Café e passou a representar o Brasil no Comitê Consultivo Econômico-Financeiro Interamericano na capital dos Estados Unidos.

Em 1941 negociou e assinou pelo Brasil o Convênio Interamericano do Café, acordo de cotas e exportações com os países cafeicultores da América Latina e Estados Unidos, e deixou a empresa Golden Gate International. Foi delegado brasileiro à Conferência sobre Alimentação e Produtos Agrícolas Essenciais, realizada em Hot Springs, EUA, em maio de 1943, e à conferência para a criação da Administração de Assistência, e Reabilitação das Nações Unidas, realizada em Atlantic City, também nos EUA, em novembro do mesmo ano. Em 1944 deixou a representação brasileira no Comitê Consultivo Econômico-Financeiro Interamericano, passando no ano seguinte a representar o Brasil no Conselho Econômico e Social Interamericano na capital norte-americana. Ainda em 1945 deixou a presidência do Bureau Pan-Americano do Café.

Assessor da delegação do Brasil chefiada por Osvaldo Aranha à Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) em setembro de 1946, em março do ano seguinte tornou-se conselheiro comercial da missão brasileira junto ao Conselho de Segurança da ONU. No mês seguinte foi novamente assessor da delegação brasileira, dessa vez na Sessão Extraordinária da Assembléia Geral da ONU e em setembro de 1947 foi delegado suplente à II Sessão Extraordinária da mesma assembléia. Em 1949 participou da delegação brasileira à II Sessão da Comissão Econômica para a América Latina (CEPAL) realizada em Havana, Cuba, e em junho de 1950 deixou a missão Brasileira na ONU, sendo transferido para Paris. Ainda neste último ano foi suplente de delegado brasileiro às XI e XX sessões do Conselho Econômico e Social da ONU, realizadas em Genebra, na Suíça, respectivamente em julho e setembro. Neste último mês representou o Brasil na terceira série de negociações tarifárias e na quinta reunião das partes contratantes do Acordo Geral sobre Tarifas e Comércio (GATT) realizada em Torquay, na Inglaterra.

Transferido para a embaixada brasileira em Bonn, na República Federal da Alemanha, em abril de 1952, no ano seguinte tornou-se ministro para assuntos econômicos. Nesse posto retornou a Paris em janeiro de 1954 e seguiu para Londres em maio do mesmo ano, onde serviu até fevereiro de 1956.

Designado para servir provisoriamente junto à delegação permanente do Brasil na ONU, de fevereiro a novembro de 1956, participou ainda nesse ano como suplente da delegação brasileira na XXII Sessão do Conselho Econômico e Social (Ecosoc) e como representante no Comitê de Assistência Técnica, ambas realizadas em Genebra. Também em 1956 foi assessor especial na XI Sessão da Assembléia Geral da ONU em Nova Iorque.

Delegado suplente às XIII, XXV e XXXVI sessões da Assembléia Geral da ONU em 1958, foi ainda observador político à IV Sessão do Fundo Especial junto à ONU, chefe da delegação brasileira às XXIX e XXX sessões do Ecosoc e representante substituto da delegação brasileira à XV Sessão da Assembléia Geral da ONU, todas em 1960. Em dezembro deste último ano deixou a missão brasileira junto à ONU.

FONTES: ARQ. OSVALDO ARANHA; MIN. REL. EXT. Almanaque (1948); MIN. REL. EXT. Anuário (1961).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados