PIERRE JULES LEON OLIVIER SEBILLEAU

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: SEBILLEAU, Pierre
Nome Completo: PIERRE JULES LEON OLIVIER SEBILLEAU

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
SEBILLEAU, PIERRE

SEBILLEAU, Pierre

*diplomata francês; emb. França no Brasil 1964-1965.

 

Pierre Jules Léon Olivier Sebilleau nasceu em Nantes, na França, no dia 16 de setembro de 1912.

Doutor em direito e licenciado em letras, diplomou-se ainda pela Escola de Ciências Políticas da Universidade de Paris.

Em maio de 1938 obteve aprovação no concurso de acesso à carreira diplomática, sendo designado a seguir adido da embaixada da França em Varsóvia, na Polônia. Aí serviu até setembro de 1939, quando foi convocado pelo exército de seu país devido à deflagração da Segunda Guerra Mundial. Após a ocupação da França pelos alemães em junho de 1940, trabalhou no Serviço de Informação e Imprensa do Ministério das Relações Exteriores e no Gabinete Civil do chefe de Estado, e foi delegado francês junto à comissão de armistício em Wiesbaden, na Alemanha, em 1941. Em 1943 participou da delegação francesa para assuntos econômicos e, ao mesmo tempo, prestou serviços à Resistência, organizada em torno do general Charles de Gaulle. Em junho de 1944 foi posto em disponibilidade não-remunerada pelo governo colaboracionista de Vichy.

Com o término do conflito mundial em maio de 1945, foi nomeado para a Divisão da Europa do Ministério das Relações Exteriores, sendo, a seguir, removido para a embaixada francesa em Roma como primeiro-secretário. Em 1946 foi promovido a segundo-conselheiro e, em 1952, a primeiro-conselheiro. Em 1955, voltou à França na qualidade de ministro plenipotenciário, atuando como chefe do Serviço de Acordos Bilaterais até 1956 e presidente de várias delegações incumbidas de negociar os acordos comerciais com numerosos países estrangeiros. Em 1957 foi nomeado encarregado dos negócios franceses na África Oriental, função que exerceu até 1960. Nesse ano foi removido como embaixador extraordinário e plenipotenciário para Trípoli, na Líbia, aí permanecendo até 1962. Foi então enviado para Damasco, na Síria, onde serviu até 1963. Em junho de 1964 foi nomeado embaixador no Rio de Janeiro, sucedendo a Jacques Baeyens. Substituído pelo embaixador Dufresne de la Chauvinière de setembro de 1964 a fevereiro de 1965, permaneceu em seu posto até novembro deste último ano, quando passou a chefia da representação francesa no Brasil a Jean André Binoche.

Foi embaixador da França em Copenhague, na Dinamarca, de 1966 até março de 1970, sendo, em seguida, removido para Belgrado, na Iugoslávia, na mesma função.

Faleceu em Zrenjanin, Iugoslávia, no dia 6 de novembro de 1976.

Casado, teve três filhos.

 

 

FONTES: CORRESP. EMB. FRANÇA; International who’s who; Jornal do Brasil (7/11/76); Who’s who in France.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados