PONTES, JULIO PEROUSE

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: PONTES, Júlio Perouse
Nome Completo: PONTES, JULIO PEROUSE

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
PONTES, JÚLIO PEROUSE

PONTES, Júlio Perouse

*militar; rev. 1930; junta gov. RN 1930.

 

Júlio Perouse Pontes nasceu em Salvador no dia 31 de março de 1899, filho de João Perouse Pontes.

Sentou praça em abril de 1918 ao ingressar na Escolar Militar do Realengo, no Rio de Janeiro, então Distrito Federal. Declarado aspirante-a-oficial da arma de infantaria em janeiro de 1922, a partir de fevereiro seguinte passou a servir no 24º Batalhão de Caçadores (24º BC), sediado em São Luís, onde permaneceu até agosto. Nesse ínterim foi promovido a segundo-tenente em abril do mesmo ano.

Transferido em outubro de 1922 para Recife, onde serviu no 21º BC, foi promovido a primeiro-tenente em setembro do ano seguinte, sendo removido em novembro para o 29º BC, com sede em Natal. Em agosto de 1924 passou a atuar junto ao 26º BC, em Belém, retornando em novembro do mesmo ano ao 29º BC, onde serviria até julho de 1932.

Durante a Revolução de 1930, integrou as forças rebeldes que, procedentes da Paraíba, ocuparam Natal sob o comando do major Luís Tavares Guerreiro. Vitorioso o movimento revolucionário, participou, de 6 a 12 de outubro daquele ano — após a deposição de Joaquim de Carvalho Filho, governador em exercício, da junta governativa do Rio Grande do Norte, cuja, atribuições foram depois delegadas ao interventor Irineu Joffily.

Promovido a capitão em fevereiro de 1933, em maio desse ano concorreu a uma cadeira na Assembléia Nacional Constituinte na legenda do Partido Popular do Rio Grande do Norte, obtendo apenas uma suplência e não chegando a exercer o mandato. De fevereiro a maio de 1934 voltou a servir no 21º BC e, deste último mês a julho do mesmo ano, atuou no 22º BC, sediado em João Pessoa. Adido à 7ª Região Militar (7ª RM), com sede em Recife, de janeiro a março de 1936, ainda nesse último mês foi designado para a Escola de Armas, no Rio de Janeiro, onde permaneceu até julho do mesmo ano, tendo aí realizado o curso de infantaria.

De volta a São Luís, serviu de agosto de 1936 a março do ano seguinte no 24º BC, atuando como comandante dessa corporação de maio de 1937 a fevereiro de 1938. Promovido a major em outubro de 1942, em janeiro do ano seguinte foi removido para o 18º Regimento de Infantaria (18º RI), em Salvador, onde permaneceu até agosto como comandante de batalhão. Em outubro seguinte passou a desempenhar essa função no 4º RI, em Duque de Caxias (RJ), aí servindo até abril de 1945, quando foi transferido para a 2ª RM, em São Paulo, onde atuou como adido até dezembro do mesmo ano. Em março de 1946 seguiu para a 28ª Circunscrição de Recrutamento, em Belém, sendo promovido a tenente-coronel em março de 1948 e a coronel em setembro de 1952. Em dezembro deste último ano deixou a chefia da 28ª Circunscrição de Recrutamento.

Faleceu em Recife no dia 29 de junho de 1953.

Era casado com Iolanda Cavalcanti Perouse Pontes.

 

 

FONTES: ARQ. MIN. EXÉRC.; ASSEMB. NAC. CONST. 1934. Anais (1); CASCUDO, L. História; CASCUDO, L. História da Assembléia; Grande encic. Delta; POPPINO, R. Federal.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados